━━ 1.

12.2K 1.2K 962
                                    

𝗡𝗔𝗥𝗥𝗔𝗗𝗢𝗥.

Os cabelos presos num rabo de cavalo firme e o óculos de grau forte eram, pro dia a dia, o visual ideal pra Avery. Os braços carregando livros e as pernas agéis caminhando na direção do alojamento onde suas melhores amigas dividiam quarto. Hoje, uma quinta-feira, parecia ser o dia perfeito para uma noite de meninas e finalmente decidirem o que iria agitar seus fins de semanas.

Por maior que a universidade fosse, o alojamento de Avery ficava há seis minutos de Sarah e Kiara. Portanto, exato tempo após sair do seu quarto, ela adentrava a estrutura de três andares onde suas amigas se hospedavam. Subiu as escadas, tomando cuidado para não deixar os livros caírem de seus braços. Avery bufa, irritada com a própria decisão de ter deixado a mochila em seu quarto. Sempre acha que pode dar conta de tudo sozinha. Não sabia ao certo se aquilo era uma qualidade ou defeito.

Antes mesmo que batesse na porta, a figura alta e com os cabelos cacheados enrolados num coque abre a mesma. Avery franze a testa, adentrando o cômodo enquanto Kiara fechava o móvel atrás de si e se jogava na cama novamente. Sarah, por outro lado, tinha um livro empilhado em suas coxas e parecia concentrada em qualquer que fosse o assunto abordado no mesmo. Os olhos levemente forçando as letras pequenas e logo consegue ver que sua melhor amiga está lendo um dos livros da saga de Harry Potter.

⏤ Como soube que era eu? ⏤ Avery direciona à Kiara, deixando seus livros no criado-mudo ao lado da cama.

⏤ Só você usa botas numa aula de duas da tarde nessa universidade inteira. ⏤ Kiara responde, mexendo no próprio celular. Avery revira os olhos, se aconchegando ao lado de Sarah.

⏤ Não vejo problemas com as minhas botas. ⏤ a dona dos cabelos castanhos-claros retira os sapatos, também os deixando de lado.

⏤ Esse é o ponto, gata. Suas botas são o problema. ⏤ o sorriso sarcástico no rosto de Kiara cresce quando Avery estende o dedo do meio para a mesma.

⏤ Trouxe o que eu te pedi? ⏤ Sarah abaixa o livro, possibilitando a visão total de seu rosto para as duas meninas.

Avery assente, tirando do bolso de seu moletom três barrinhas de cereal sabor banana. O sorriso que nasce no rosto de Sarah é como de uma criança prestes à receber seu presente de Natal. Ao envolver as embalagens nas mãos, despeja beijos na bochecha da melhor amiga, que sorri involuntariamente.

⏤ É por isso que é minha favorita. ⏤ confessa.

⏤ Vou fingir que não escutei isso, cadela ingrata. ⏤ A voz de Kiara diz alto, provocando uma risada de ambas meninas deitadas na outra cama.

As conversas aleatórias fluem sem ao menos perceberem. Umas das características que Avery mais aprecia em sua amizade com as meninas é a naturalidade. Conexão, paz e harmonia. Tudo isso reunido em três únicos corpos. Isso lhe fazia feliz como nunca.

⏤ Como está Allison? ⏤ Avery toca no assunto, com a cabeça deitada sobre o colo de Sarah enquanto a mesma acariciava seus cabelos.

⏤ Bem. Foi visitar a família em La Jolla. Está de volta em três dias ⏤ Kiara faz beicinho. ⏤ estou com saudades.

⏤ Quando você não tá? ⏤ Sarah zomba. ⏤ parecem gêmeas siamesas.

⏤ E que culpa eu tenho de ser uma vadia apaixonada? ⏤ a morena deixa seu corpo cair na cama, como se perdesse a estrutura do mesmo.

𝐓𝐎𝐗𝐈𝐂, 𝗰𝗮𝗺𝗲𝗿𝗼𝗻. ✓Onde as histórias ganham vida. Descobre agora