T h i r t y S e v e n

22.3K 2.5K 3.4K
                                    

SIENNA DEVORA, point of view.

Caminho devagar pela rua de meu bairro enquanto aprecio o por do sol se formar no céu

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Caminho devagar pela rua de meu bairro enquanto aprecio o por do sol se formar no céu. Reggie pediu para fazermos a noite dos filmes em sua casa hoje, já que Vinnie encheu tanto o nosso saco pedindo para participar e só deixou Reggie sair do banheiro quando ele por fim, concordou.

Vinnie Hacker é literalmente uma criança no corpo de um homem.

Entro na rua da casa dos Hacker's e, junto as sobrancelhas ao escutar um miado fraco vir de um arbusto.

Olho para o grande jardim da casa que já esta a um bom tempo para alugar e volto a caminhar, parando alguns metros a frente e dando meia volta ao escutar os miados continuarem. Entro no jardim da casa sem muros, e sinto meu coração se apertar ao ver um gatinho dentro de uma caixa de sapatos que esta escondida, entre os arbustos.

- Oi bebê, o que você esta fazendo sozinho aqui em? - Converso com o gatinho, que como resposta mia para mim.

- Você é tão fofinho. - Sorrio acariciando seu pelo marrom rajado.

- Acho que te abandonaram aqui. - Falo, pegando o gatinho no colo e olho em volta, vendo que estou totalmente sozinha e a casa esta toda trancada, sem vestígio algum de que alguém possa estar morando nela.

- Vamos, vou te levar para conhecer o titio Reggie. - Digo e rio fraco com o gato se esfregando em mim, como se estivesse me agradecendo.

Com o gatinho no colo, volto a caminhar até a casa dos Hacker's, logo já estando em frente a residência que esta com o carro de Nailea estacionado em frente.

Empurro a porta entrando na casa e caminho até a cozinha, onde encontro Reggie e Nai sentados nas banquetas do balcão.

- Oi. - Sorrio fraco para os dois. - Olhem o que eu encontrei no meio do caminho. - Levanto o gatinho.

- Que gracinha, deixa eu ver. - Nai, pede sorrindo e entrego o gato para ela me sentando ao seu lado na banqueta.

- Onde você arrumou isso? - Meu melhor amigo pergunta enquanto passa a mão no gato.

- Achei ele naquela casa que esta pra alugar, aquela do jardim bonito. Estava passando na rua quando escutei os miados.

- É uma fêmea! - Nai fala. - Que coisinha mais linda.

- Uma fêmea? Pensei que fosse macho. - Digo confusa e sinto o maldito frio na barriga ao ver Vinnie entrar na cozinha, com Izabel falando sem parar atrás dele.

DIARY | vinnie hacker Onde as histórias ganham vida. Descobre agora