T h i r t y F i v e

23K 2.8K 2.7K
                                    

SIENNA DEVORA, point of view.

SIENNA DEVORA, point of view

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

- Oi, pai. - Murmuro, com o celular no ouvido e me sento na cadeira que esta na varanda de minha casa.

- Oi meu amor. - Responde em um tom animado. - Como você esta?

- Estou ótima. E o senhor? - Suspiro e forço uma animação.

- Sienna.. - Minha mãe murmura me olhando torto.

- Eu estou tentando, ok?! - Afasto o celular do rosto e respondo para a mais velha que esta sentada em minha frente.

- Que bom filha, estou com saudades. Sua mãe me enviou as fotos da sua formatura, você estava muito linda. - Meu pai, fala me fazendo sorrir fraco.

- Obrigada pai. - Agradeço.

- Então quer dizer que esta saindo com o Hacker mais velho? Olha, tenho que confessar que estou surpreso. Sempre achei que você iria acabar namorando o Reggie. - Meu pai diz e arregalo meus olhos, olhando incrédula para minha mãe que ri, dando de ombros.

- Ele não é um pouco velho para você minha filha? Você ainda vai fazer dezoito e bem.. ele já é quase um adulto. - Meu pai volta a falar meio receoso.

- Pai, por favor não começa.. - Resmungo tentando não perder a paciência.

Minha mãe não tinha o direito nenhum de contar isso ao meu pai, agora que ele não vai sair de cima mesmo.

- Ok, não está mais aqui quem falou. - Ri fraco. - Apenas tome cuidado, ok? Gravidez na adolescência deve ser um porre.

Meu pai volta a falar e fecho meus olhos com força, me xingando mentalmente por ter esquecido completamente que Vinnie e eu não usamos camisinha em nenhuma das três vezes que transamos ontem. Preciso ir comprar a pílula do dia seguinte depois que minha mãe sair para o trabalho novamente.

- Eu sei me cuidar. - Falo e rio sem humor. - Vou desligar, tenho algumas coisas para fazer.

Na verdade só vou dormir pelo resto da tarde. Mas quero encerrar essa conversa logo, não me sinto confortável o suficiente para conversar com meu pai livremente. Não é fácil esquecer tudo o que ele fez nesses últimos três anos. Mas eu espero do fundo do meu coração que ele esteja de fato melhorando.

- Tudo bem, não quero ocupar seu tempo, querida. - Suspira parecendo triste. - Eu te amo, cuide de sua mãe.

- Ok pai, beijos e até mais. - Me despeço e desligo a chamada. Com o coração apertado por não conseguir dizer um 'eu amo o senhor' de volta.

DIARY | vinnie hacker Onde as histórias ganham vida. Descobre agora