T h i r t y F o u r

22.9K 2.6K 3K
                                    

SIENNA DEVORA, point of view.

- Não quero mais brincar com você

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

- Não quero mais brincar com você. - Falo emburrada e me deito longe de Vinnie. Ele ri e me puxa para perto de volta.

Ja são quase duas da tarde e, depois de almoçarmos o miojo queimado que Vincent fez, estamos iguais crianças brincando de lutinha deitados no sofá de seu apartamento.

- Para de graça, chatinha. - Dá um tapa forte em minha coxa, deixando o local vermelho.

- Isso dói Vinnie, sai daqui eu não quero mais brincar com você, seu bruto! - Digo irritada e empurro o loiro com os pés, derrubando ele do sofá.

- Ai filha da puta, machuquei meu braço. - Choraminga se levantando do chão e rio. - A você ta rindo?! Espera ai que eu vou te dar motivo pra rir de verdade então. - Sorri malicioso.

- Não não, nem vem! - Me levanto e saio correndo. O que literalmente não adiantou nada já que o apartamento é pequeno.

- Para é sério, Vinnie! - Grito rindo quando o garoto me agarra por trás e me joga nos ombros, me levando até o quarto e me jogando na cama.

- Ué você não quer rir? - Pergunta rindo junto e, gargalho alto com o loiro fazendo cosquinhas em minha barriga.

- Não, sai daqui! - Falo com dificuldade e empurro Vinnie de cima de mim.

O loiro cai rindo deitado na cama e engatinho até ele, me sentando em seu colo.

- Você parece um bebê as vezes. - Vinnie diz e acaricia minhas bochechas. - Mas um bebê que mama outro tipo de mamadeira.

Completa rindo e abro a boca incrédula, dando um tapa no braço do garoto que resmunga um 'ai' e desce suas mãos até minha bunda, coberta por sua box.

Vinnie deixa um beijo na minha testa e se senta descansando suas costas na cabeceira da cama enquanto fica encarando meu rosto, parecendo estudar os meus detalhes. Sinto minhas bochechas esquentarem e disfarço abaixando a cabeça e deitando em seu peito. Odeio quando alguém fica me olhando por muito tempo, isso me deixa totalmente envergonhada.

- Por que eu apareço um bebê? - Pergunto sentindo suas mãos descerem por minhas costas erguendo a camiseta grande do loiro e fazendo carinho por ali.

- Sua carinha fofa e de inocente te deixa parecendo um bebêzinho - Diz e beija minha cabeça.

Rio fraco e fico quieta, apenas apreciando seu cheiro, o seu carinho em minhas costas e sua companhia. Momentos assim com Vincent são capazes de fazer meu coração saltar de felicidade. O quanto eu sou apaixonada nesse garoto e o quanto ele me faz bem não tem como descrever.

DIARY | vinnie hacker Onde as histórias ganham vida. Descobre agora