CAPÍTULO DEZ

20.3K 2K 201

 Santo Deus protetor das obesas gostosas e bem resolvidas: ajudai-me! Porque sim, eu precisaria de muita ajuda para contornar aquela situação que era no mínimo... O cúmulo do absurdo. O desgraçado chuta o meu traseiro gordo com aquele pé cheio de pelos desnecessários e agora acha que pode vir atrás de mim em outro país para me pedir em casamento? Quanta petulância!

Eu demorei tempo demais tentando dar algum sentido para aquela atitude imbecil e inesperada do meu ex-namorado. Fiquei olhando para o teto e falando em voz alta sozinha na fracassada tentativa de tornar tudo racional. Marcela estava recebendo alguns primos e amigos em casa, então era impossível dar atenção para todo o meu drama de novela mexicana. E sabe, eu sou uma grandessíssima fã de novelas mexicanas, desde que elas não sejam o retrato da minha vida!

Meus neurônios já estavam fritando quando o recepcionista do hotel ligou para o meu quarto. Não era Nico, disso eu tinha certeza, afinal, ele me disse que ajudaria sua mãe nos preparativos para a festa, então eu não fazia ideia de quem podia ser.

− Senhorita Nina − ele disse educadamente quando atendi ao telefone. − Há uma entrega para a senhorita aqui embaixo.

Mesmo sem ter a menor noção do que poderia ser, vesti um casaco, calcei meus chinelos mesmo estando de meias e desci para a recepção. Havia um maravilhoso, esplendoroso, extravagantoso (deixem-me inventar meus próprios adjetivos) buquê de flores à minha espera. As mais belas flores que eu já vi na vida, cheias de tons de rosa e lilás. E não era só isso! Uma enorme caixa preta estava lá também e havia uma etiqueta com o meu nome nela. E aquela caligrafia eu sabia muito bem de quem era: Nico! Ah meu Deus, eu estava em cólicas. Isso é que é ser bipolar: uma hora sofrendo o drama do ex-namorado cara de pau e instantes depois morrendo de amores pelos presentes do homem mais fofo e maravilhoso a quem a vida já te apresentou.

Subi correndo para o meu quarto. Em um braço, o buquê de flores mais maravilhoso e cheiroso do mundo; no outro, uma enorme caixa preta que estava elevando os níveis da minha curiosidade. Como sou bastante dramática e adoro um suspense, deixei a caixa em cima da cama enquanto enchia um recipiente com água para as flores. E quando eu finalmente me permiti desvendar o mistério da caixa preta... Meu. Queixo. Caiu.

Havia um vestido preto deslumbrante dentro daquela caixa. Um vestido preto tamanho quarenta e oito que caiu como uma luva em mim. Eu fiquei bons minutos encarando o meu reflexo no espelho do banheiro... Aquele vestido era exatamente o que eu estava buscando. Preto, com brilhos no decote. Nem muito curto nem muito longo. Cinturado de forma a valorizar meus predicados. Como Nico havia realizado tal feito, eu não fazia nem ideia. Mas o fato é que aquele vestido parecia ter sido feito sob medida para mim. Não aguentei e liguei para Nico, mesmo correndo o risco de atrapalhá-lo um pouquinho.

− AH MEU DEUS! − eu gritei em um espanhol escandaloso assim que ele atendeu ao telefone. − Como você fez isso, Nícolas?

− Fiz o quê? − ele perguntou fazendo pouco caso, embora sua voz estivesse alegre e divertida.

− Esse vestido − eu disse enquanto não parava de encarar o meu maravilhoso reflexo no espelho do banheiro. − É perfeito, é maravilhoso, é tudo o que eu queria. E coube perfeitamente em mim... Você sabe quantas pessoas além de mim e da minha mãe conseguem comprar roupas que caibam e fiquem bem em mim? Nenhuma! Nenhumazinha para contar história!!! - exclamei excessivamente empolgada.

− É porque nenhuma dessas pessoas conhece as suas curvas como eu − ele respondeu de um jeito sedutor que fez minhas pernas bambearem. Não encontrei palavras para respondê-lo, então apenas suspirei. Ele pareceu satisfeito e logo emendou. − Quero você aqui amanhã, Nina. Ao meu lado. Você já pode parar de procurar o seu lugar no mundo... Nós dois sabemos que você já o encontrou.

E embora a parte racional de mim não quisesse admitir, Nico estava certo.

****

Não foi fácil dormir naquela noite. As palavras do Nico não saíam da minha cabeça, e ao mesmo tempo eu achava tudo aquilo muito absurdo. Nós nos conhecíamos há mais ou menos duas semanas... Será que é possível se apaixonar por alguém em um período de tempo tão curto? Ou será que é só o gostinho da novidade? Eu duvidava seriamente que fosse e isso não podia ser mais preocupante.

Quando não estava pensando em Nico, estava pensando em Marco, mas não de um jeito bom, e sim de um jeito confuso. Eu estava dividida sobre como me sentia em relação ao seu hipotético pedido de casamento. Uma parte de mim queria que ele viesse se arrastando só para poder pisar um pouquinho nele − digam olá para a Nina vingativa. A outra parte, no entanto, queria simplesmente que ele me esquecesse e me deixasse em paz − essa é a Nina cansada de protagonizar as novelas erradas. Isso me atormentou por horas a fio e foi só quase com o raiar do sol que eu por fim peguei no sono.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

PODER EXTRA G já tem 2.5K de leituras, e a autora aqui não tem palavras para agradecer. No último evento em que participei, o LITERABEL, duas leitoras daqui estavam lá e eu fiquei MUUUITO feliz quando elas vieram falar comigo sobre o que estavam achando da história. Fico muito feliz com cada comentário e estrelinha que recebo de vocês, muitíssimo obrigada <3 

Nessa semana já enviei os marcadores de página da Nina para alguns leitores. Quem ainda não solicitou, pode solicitar de uma forma bem simples. Deixando seus comentários após a leitura e preenchendo um formulário (o link estará aqui nos comentários). 

Gostaria de pedir a ajuda de vocês... Volta e meia alguém procura histórias no facebook e nos grupos do wattpad. Se vocês estiverem gostando de PODER EXTRA G, não deixem de indicá-la para os seus amigos (indiquem para os inimigos também, hahaha!). 

Bom, acho que já me delonguei demais hahaha! Espero que estejam gostando da história e fico no aguardo para conferir a opinião de vocês <3

PODER EXTRA G (degustação)Leia esta história GRATUITAMENTE!