Capítulo Um

52.8K 2.3K 214

Olá, princesas!! Cap, 1 saindo do forno. Espero que gostem. Vamos conhecer esse casal inusitado que tem muita bagagem contra, mas que vão lutar para ficar juntos?

Quero dedicar o capítulo às princesas Carla Negreiros e Noemy Santos pelos seus aniversários. Muitas felicidades, minhas lindas!! 

Dedico também aos meu grupos do face, à todos os grupos que tem me apoiado e à vcs aqui do wattpad.

Amores, vem acontecendo uma coisa chata aqui no site. Estão denunciando minhas histórias e elas não aparecem p todos os usuários do site. Então, Liam e eu pedimos que vcs nos ajudem a divulgar Incontrolável, pq senão poucas pessoas vão conhecer a história, somente quem já add. Lamentável isso, mas tem gente que não quer ver o sucesso dos outros e fica puxando o tapete, agindo dessa forma baixa. Enfim, espero contar c vcs, amores.

Quero trazer ainda um poema da nossa linda Melody Olivatti. Obrigada pelo carinho, querida!

Rock and Roll é poesia, sexo é inspiração. As batidas são sensuais. Quando as notas são dedilhadas na guitarra, são gemidos que viram melodias para os ouvidos. Nossas emoções são transmitidas através das canções. Sexo, amor, romance, traição, saudades, desamores e perdas. Rock and Roll é estilo de vida, uma mistura intensa de sentimentos cantados, para que o mundo possa escutar e explodir em êxtase. Existe um fogo nesse coração, que só acende quando o público entra no ápice da paixão. (Melody Olivatti)

Vamos conhecer Liam e Mel? Bora lá!

Boa leitura e muitas bjokas!

Lani

CAPÍTULO UM

Nova Yorque, Madson Square Garden...

Liam

_ I can't get no, satisfaction! _ a multidão gritou enlouquecida. Elijah veio para o meu lado e sua guitarra chorou. Ele é um maldito exibicionista, mas é foda pra cacete com uma guitarra nas mãos. Suor escorria pelo meu rosto. Nós estávamos num bom momento. Olhei o ginásio lotado. A primeira vez que estivemos aqui há quatro anos, éramos apenas mais uma banda abrindo para os famosos. Mas desde então, eles vêm por nós. Estão aqui por nós! Nós fizemos isso, porra! Nós chegamos ao maldito topo!

_ Vamos, senhoras! _ sorri, caminhando pela pequena passarela. Eu amo estar perto dos fãs. Isso aqui é o que me completa. É o meu elemento. Não vivo sem esse calor, essa adrenalina me tomando, me entorpecendo. Essa energia e excitação louca só podem ser comparadas a gozar bem duro numa boceta quente e apertada, porque se há duas coisas que amo nesse mundo é cantar e foder. Não necessariamente nessa ordem... _ não sejam tímidas. _ ronronei sedutoramente e arranquei a camiseta. Os assovios, ovações e gritos encheram meus ouvidos: Oh! Meu Deus! Liam, eu te amo! Liam, case comigo! Liam, me foda! Sorri conseguindo vislumbrar a garota que disse a última frase. Era uma loira bonita que estava espremida lá embaixo. Deslizei a mão esquerda pelo meu abdome molhado e dei-lhe uma piscada sacana. _ eu posso aceitar isso mais tarde, baby. _ Ela enlouqueceu. Elas enlouqueceram completamente. _ I can't get no!_ cantei me abaixando para pegar as mãos que se agitavam me chamando. Umas me puxavam com uma força absurda. Eu apenas sorria me desvencilhando e passava para a seguinte.

_ Dragon fly! Dragon fly! Dragon fly![1]_ a multidão explodiu, quando a música acabou e corri para o palco. A bateria de Paul e o baixo de Collin soaram ensurdecedores por exatos cinco segundos e as luzes se apagaram. Eles continuaram chamando o nome da banda. As luzes se acenderam e novos gritos. Gargalhei. Porra de cena fodidamente linda!

Incontrolável (degustação)Leia esta história GRATUITAMENTE!