Cap 57

8.4K 1.1K 811
                                    

Any pov's

Estava só eu e Joshua naquele quarto de hospital, pratimente só eu, já que Joshua estava apenas vivo naquela cama. Lyan tinha ido em casa pegar a Zoe, e Nanda tinha ido na lanchonete comprar algo pra comer, já que não comia Há muito tempo.

Decidi que seria melhor a Zoe saber o que houve com o pai dela, não tudo, claro, mas pelo menos o estado em que ele tá. Sei que não vai ser fácil, afinal ela só tem três anos de idade, mas tentarei de tudo para que ela fique bem.

Any: Porque tudo isso tinha que acontecer justo com nós? Justo com você... – falo sentada do lado da cama, olhando Josh cheio de aparelhos pelo corpo – Não sei se está me escutando, mas se tiver, saiba que eu vou ficar com você até você acordar, eu quero ser a primeira pessoa que você vai ver, quando abrir os olhos

Escuto a porta do quarto sendo aberta, olho e vejo Lyan entrando com Zoe no colo. Assim que me ver, Lyan trás Zoe até mim, em seguida saindo do quarto

Em meu colo, Zoe olha fixamente para Josh na cama, com todos aqueles aparelhos. Vi os seus olhinhos se encherem D'agua, descendo um lágrima logo em seguida

Zoe: O papai morreu,mãe? – Pergunta, olhando pra mim

Any: Não meu amor, o papai não morreu, ele só está dormindo – falo limpando as lágrimas de seu rosto

Zoe: Quando ele vai acordar?

Any: Sabe a história da Bela Adormecida? – ela balança a cabeça positivamente – Então, o papai está tipo a Aurora, só que não sabemos quando ele vai acordar, e infelizmente o beijo de amor verdadeiro não vai acorda-lo.

Zoe: Mas a senhora já tentou?

Any: Zoe...

Zoe: Tenta mamãe, por favor. Eu não quero perder o papai – fala chorando

Any: Tudo bem, minha Pequena, a mamãe vai tentar

Levanto da cadeira em que estava sentada, tiro Zoe do meu colo, deixando ela em pé. Me Aproximo do rosto de Joshua, e deixo um longo beijo em sua testa

Zoe: Minha vez

Ela sobe na cadeira, em seguida subindo na cama em que Joshua estava, e dando um longo beijo em sua testa, e ela continua ali, sentada na cama, do lado dele, com esperanças de que ele pode acordar. Alguns minutos se passa, e quando ela percebe que não adiantou, começa a chorar, aquele choro silencioso, que com certeza dói mais do que o não silencioso.

Any: Meu anjinho, porque você não fala algumas coisas pro seu pai? Tenho certeza que ele está escutando

Zoe: Acorda papai, o senhor não pode Deixar eu e a mamãe. Mesmo ela sendo teimosa, ela te ama ainda, e eu também te amo, papai. Eu prometo vir aqui todos os dias, até o senhor acordar, e quando acordar, eu vou está deitada na sua barriga, fazendo cosquinhas igual o senhor fazia comigo, te amo, papai – termina abraçada com ele, deitada em sua barriga

Eu não consegui segurar o choro, e desabei ali mesmo. Doía tanto ver minha pequena sofrendo, doía tanto vê-la chorar. Não percebi em que momento a Nanda entrou no quarto, quando percebi, ela já estava do meu lado, com a mão em meu ombro, olhando Zoe abraçadinha com Joshua

Autora
Choraram? Pq eu quase
Cap não revisado
Comentem

o Ginecologista- BeauanyOnde as histórias ganham vida. Descobre agora