Chapter One

9.6K 568 2.7K

Harry P.O.V.

Passei a lâmina novamente pelo meu pulso, suspirando ao ver o sangue vermelho vivo escorrer e pingar no chão branco do banheiro, colorindo-o.

Vivo.

Era como eu me sentia ao ver aquilo.

Vivo.

A vida já não faz mais sentido, respirar já não faz diferença, estou morto por dentro. Ninguém gosta do garoto que usa coroa de flores e não joga futebol, ninguém gosta do garoto que não tem amigos, ninguém gosta do garoto de cachos, ninguém gosta do garoto que gosta de outros garotos, ninguém gosta de Harry Styles, ninguém gosta de mim.

E é por esse motivo que é a terceira vez que estou mudando de escola.

Sei que não vai adiantar absolutamente nada, mas eu prefiro ir para um lugar que ninguém me conhece e, até me conhecerem, pelo menos, não vão me bater.

Fiz um último corte em meu pulso, novamente suspirando ao ver o sangue pingar no chão e se juntar a pequena poça que havia se formado pelos vários pingos de sangue derramados anteriormente.

Levantei do chão, arrumei meu suéter, e analisei meu reflexo no espelho. Cabelos bagunçados, rosto branco e olhos vermelhos por culpa das lágrimas derramadas mais cedo.

"Você não deveria estar aqui." Eu disse pra mim mesmo, antes de respirar fundo, pegar uma toalha no armário, molhar ela na pia do banheiro, e limpar a poça de sangue vermelho vivo que estava no chão, para que Gemma não visse que, novamente, eu fiz isso.

Ao terminar, saí do banheiro, coloquei a toalha na máquina de lavar roupas, e fui para a cozinha na intenção de encontrar algo pra comer, já que estava me sentindo fraco. Por que será, Styles?

Cheguei em frente à bancada, e dei um sorriso mínimo, quase imperceptível, ao ver a coroa de flores ali em cima. Toquei a ponta dos dedos delicadamente pelas pétalas rosa, e então, cuidadosamente, pousei ela sobre meus cachos, sorrindo ao sentir ela fazer um peso mínimo ali. Tantas boas lembranças, tantas ruins.

Abri então o armário, e bufei ao não encontrar nada para comer. Qual é, eu havia feito compras com Gemma na semana passada! Recorri a geladeira e agradeci a Deus ao ver uma caixinha de Wake Mocca ali.

Peguei a bebida e então puxei o canudinho que ficava preso atrás dela até estar desconectado da caixa. Abri a embalagem de plástico e joguei o papel transparente no lixo, enquanto furava onde era mandado.

Me dirigi então até a sala, e sentei no sofá, ligando a TV, simplesmente para ter algo para prestar atenção que não envolva a mudança de escola.

"Mint... "Resmunguei ao que o gato alaranjado se esfregou em mim. Parece que ele sabe que eu estou me sentindo mal. Ele sempre faz isso quando eu estou mal.

Acariciei seus pelos e ele ronronou em resposta, e eu ri baixinho.

Senti meu celular vibrar ao meu lado, e sorri ao ver que era uma mensagem de Nina, uma das únicas pessoas que ainda estão aqui por mim.

Desbloqueei o celular e fui ler a mensagem, já me preparando para o que viria, porque sempre que ela me manda uma mensagem, vem coisa.

Irish princess : ADIVINHA SÓ HAZZY! EU CONSEGUI MUDAR PRA MESMA ESCOLA QUE VOCÊ POSSO OUVIR UM "A NINA É FODA!"?

Li a mensagem e balancei a cabeça em negação, logo respondendo.

Eu: A NINA É FODA!

Irish princess : VOU NA SUA CASA COMEMORAR, PEDE AS PIZZAS

Flowers CrownLeia esta história GRATUITAMENTE!