Chapter 41: Alguém pra me fazer esquecer

5.5K 222 7

Acordei sentindo uma brisa fria que vinha da minha janela aberta. Já estava escuro e a casa estava um silêncio. Olhei no relógio do meu celular, eram 1:37h. Me levantei e me olhei no espelho. Como já era esperado, meus olhos estavam inchados e eu tava com cara de acabada. Fui até a janela e a fechei fazendo a brisa gelada parar. Deitei na cama de novo na tentativa de dormir, mas eu não estava com nenhum pingo de sono. Me levantei e percebi que ainda estava de biquíni. Decidi quebrar uma regrinha e ir pra praia. Eu não iria entrar no mar, então tirei meu biquíni, coloquei uma calça jeans, uma jaqueta não muito grossa, soltei meus cabelos do coque e os penteei. Peguei meu celular e abri a porta devagarinho. Chequei o corredor, ninguém. Desci as escadas, ninguém na sala, ninguém na cozinha. Abri a porta sem fazer barulho e sai trancando-a de novo. Caminhei pela rua deserta, até chegar aos degraus da praia. Desci e me sentei em um banquinho que tinha na areia. A brisa balançava meus cabelos, deixando meu rosto um pouco gelado. Eu observava a maré, que realmente fica mais alta de noite, mas eu estava bem longe da água. Eu fiquei pensando e tentando resolver a minha vida, que uma hora estava perfeita, e agora, desabou. Como seria daqui pra frente? Eu não daria as caras e não ia nem querer ver Niall na minha frente, mas eu o amo tanto… E Zayn? Como ele vai reagir quando eu contar a ele o que aconteceu? Ele disse que quebraria a cara de Niall se ele me magoasse, mas ele faria isso? Eu não poderia pensar em esconder nada dele, ele me conhece muito bem e perceberia que eu estava mal, além do mais ele e todos os outros perceberiam eu e Niall não nos falando. Eu não sei o que fazer. E se…

– O que uma moça tão bonita está fazendo aqui, sozinha, a essa hora da noite? - Uma voz desconhecida por mim soa ao meu lado, me fazendo virar e ver um menino muito lindo, de olhos cor de mel, moreno, alto, com um sorriso de tirar o fôlego.

– Só… Pensando na vida. - Eu disse sem ânimo nenhum voltando a olhar pro mar.

– Posso me sentar? - Ele perguntou apontando para o banco que eu estava e eu apenas assenti com a cabeça forçando um breve sorriso. O silêncio reinou - Ahn… Não quero ser intrometido, mas já sendo, você não parece estar bem… Chorou muito? - Perguntou me olhando apreensivo e eu suspirei. Passei a língua nos lábios e falei:

– Não me acho confortável em falar dos meus problemas para desconhecidos…

– Bom, nesse caso… Prazer, Daniel. - Sorriu gentilmente e esticou a mão pra mim.

– Júlia. - Dei um meio sorriso e apertei a mesma.

– Então Júlia, você mora aqui?

– Não, eu moro no Rio.

– Uau, temos uma carioca aqui! - Bateu palmas e eu ri, ele parecia ser um palhaço.

– E você, mora por aqui? - Perguntei tentando não ser tão anti-social.

– Moro em São Paulo, mas não aqui no Litoral. Vim passar um tempo com uns amigos.

– Ah… Eu vim porque ganhei em um show de talentos na escola, então eles trouxeram eu e mais 3 pessoas pra passar uma semana aqui.

– Legal! E o que você tem de talento pra ganhar em um show desses? - Perguntou parecendo interessado.

– Bom… Eu canto. - Eu disse meio sem graça.

– Sério? Eu quero ver! Quer dizer, ouvir… - Fez uma careta me fazendo rir de leve.

– Você não vai me querer ouvir, eu nem canto tão bem. - Eu disse envergonhada.

– Ah, vamos lá Júlia, claro que canta! Se não cantasse não teria ganhado o show! Vai, só um pouquinho! - Fez biquinho.

– Tudo bem, vai… Que música?

You Got To Change Everything ( One Direction )Leia esta história GRATUITAMENTE!