Chapter 35: Você é bom de mais pra ela

Começar do início

It doesn't matter what you see. (Não importa o que você veja)

I know i could never be (Eu sei que eu jamais seria)

Someone that looks like you. (Alguém parecido com você)

It doesn't matter what you say (Não importa o que você diga)

I know i could never face (Eu sei que jamais poderia enfrentar)

someone that could sound like you. (Alguém que soa como você)

Soou a música

– Troquem os pares! - Alguém disse ao microfone. Chance perfeita pra fazer um suspense.

– Hora de trocar! - Eu disse o provocando e dei um sorriso vitorioso, fazendo ele fechar a cara. Então, ainda sorrindo, sai dos braços dele e rodopiei para algum outro menino trocando com a menina que fazia par com o mesmo. Fechei o sorriso quando vi quem era.

– Você está linda hoje! - Ele disse.

– Pena que eu não posso dizer o mesmo de você. - Retruquei, mentindo, com um sorriso sínico. Apesar de eu estar odiando ele pelo que fez, não posso negar que ele estava lindo.

– Ah, qualé Júlia. Não posso nem te elogiar mais? - Perguntou.

– Não quero nada que venha de você Ian, muito menos elogios. - Disse seca e ele ficou quieto. Dai eu pensei, eu troquei de lugar com o par dele, e a única pessoa que se encaixa no papel é... Ah não, Isadora deve estar dando em cima do Niall! Apressei os nossos passos e olhei por cima do ombro de Ian. Niall estava olhando fixamente nos olhos dela, que ia se aproximando cada vez mais dele. Dai pude ver os dois de olhos fechados, e eu já temia o que aconteceria depois, mas eu não podia permitir que isso ocorresse - NÃO! - Gritei me soltando de Ian e correndo na direção dos dois. Por impulso empurrei Isadora com tanta força que fez ela cair de bunda no chão, fazendo quase todos que estavam no salão parar e olhar pra nós.

– Ai garota! Qual o seu problema? - Ela disse se levantando do chão.

– Você não pode ficar com ele, esse é o meu problema! - Eu disse olhando com cara de nojo pra ela enquanto ele só observava atento.

– Por que não? Ele tem dona por acaso? - Perguntou me desafiando com pose de vadia.

– Ah, ele tem sim! - Eu disse dando um sorriso sínico.

– Ah é? Quem? - Droga! Pelo jeito ela sabia que ele tava solteiro.

– EU! - Gritei e vi ele sorrir.

– Haha! - Fingiu uma risada - Prove! - Desafiou-me. Não pensei duas vezes, eu estava nervosa, olhei pra ele que estava um pouco distante de mim, uma das minhas mãos eu entrelacei em seu cabelo e a outra eu coloquei em sua nuca, puxando-o, desesperadamente, para mim. Nossos lábios se colidiram com uma fúria incrível, como se precisássemos disso, como se precisássemos um do outro. Minha língua pediu passagem e ele concedeu. Um beijo desesperado. Meu corpo estava totalmente colado no seu, suas mãos passeavam por minha cintura e costas, as minhas puxavam seu cabelo com um pouco de força. Um beijo veloz, furioso, nossas línguas dançavam juntas num ritmo furiosamente rápido. O beijo antes feroz agora se transforma num beijo calmo, doce, um beijo de cinema, cheio de amor. Será? Amor? Bom, parecia. Quando nos afastamos por falta de ar, ele me olhava com um sorriso lindo, como se tivesse gostado.

– Provado? - Olhei pra ela com um sorriso sínico, que parecia estar pasma, que olhava para ele incrédula.

– Você disse que era solteiro! - Disse com sua voz nojenta se referindo a Niall.

You Got To Change Everything ( One Direction )Leia esta história GRATUITAMENTE!