Cap 47

9K 1.2K 575
                                    

Any pov's

Algumas semanas se passaram desde que vi Joshua,confesso que por um lado eu me sinto mal por ter mentido pra ele sobre perder o bebê, pelo outro acho que ele mereceu.

Zoe anda estranha, ela não quer ir a escola, come pouco e só tá afim de dormir, nem comer quer, coisa que ela adora. Estou Bastante preocupada, ela nunca foi assim, já tentei ver se é febre, ou Qualquer outra coisa, mas não é. Pergunto pra ela, e a mesma diz que quer apenas dormir e nada mais.

Any: Filha, vamos conversar, okay? – falo entrando no quarto dela e a vendo deitada olhando pro teto

Zoe: Oque foi, mamãe? – ela Pergunta ficando sentada na cama

Any: Tem certeza que está tudo bem mesmo, não quer falar nada pra mamãe? – pergunto me abaixando, ficando de joelhos e Acariciando seu rosto

Zoe: Não é nadinha mamãe, só quero dormir

Any: Zoe... Pode falar comigo, eu vou te entender, meu anjinho.

Zoe: É que, esses dias eu vi uma coleguinha da escola, abraçando seu papai e ele a abraçava de volta, e a mesma coisa com outras meninas. Só eu lá que não tenho um pai pra fazer isso também, não é que eu não goste que a senhora me deixa na escola. É que eu sinto falta disso, de também receber abraços carinhosos do meu pai – os olhinhos dela se enchem D'agua, e imediatamente os meus também – Eu sei que meu pai errou, e eu não estou pensando em perdoar ele agora

Eu já devia saber disso, ela é só uma criança, não tem culpa de nada que aconteceu. Essa situação é demais pra ela, e mesmo ela negando, eu sei que se o Joshua soubesse que ela é sua filha, ela iria imediatamente perdoa-lo,  porque apesar de tudo, eu sei que tudo que ela mais quer, é amor e carinho paterno.

Any: Meu amor, escuta a mamãe. Está tudo bem você Querer seu pai por perto, está tudo bem você querer perdoar o seu pai, está tudo bem, querer receber abraços carinhosos do seu pai, okay? Se você quiser, eu ligo pra ele agora mesmo e conto tudo, basta você pedir, meu anjo. E não se sinta na obrigação de negar isso, só porque ele machucou a mamãe Há alguns anos atrás. Você tem todo o direito de ter o seu pai por perto – a abraço e sinto meu ombro molhar com suas Lágrimas

Zoe: Eu quero ele por perto, mamãe, quero muito, mas eu não sei se vou conseguir tratar ele bem por algum tempo.

É tudo culpa minha, eu nunca deveria ter contado isso pra ela, que droga mesmo

Any: Meu anjinho, olha pra mamãe – nos separamos e ela me olha com aqueles olhinhos Vermelhos – A decisão é toda sua, okay? Eu sei que não é fácil esquecer tudo que ele fez,mas se você quer a presença dele como pai, você tem todo direito meu amor

Zoe: Mas é como a Dinda disse, ele foi um babaca

Nanda: É meu amor, ele foi um grande babaca mesmo – me viro e vejo Nanda na porta – Mas até que sua mãe tem razão – ela se aproxima

Zoe: E a parte que ele foi um babaca e um escoto? (A/toda vez que a palavra estiver sublinhada,é pq o erro é proposital)

Nanda: Bom, ele foi mesmo um escroto filho da pu – ela se interrompe – E isso vai ser difícil de Esquecer, como sua mãe disse. Querer a presença do seu pai, não significa que você tem que esquecer oque ele vez e ter uma relação super amorosa com ele, no começo. Você pode ir deixando as coisas fluírem, devagar, não precisa perdoa-lo agora, nem nada.

Zoe: E se eu fizesse igual a mulher do filme que eu assisti com a Dinda?

Any: Que filme, Nanda?

Nanda: Essa não é a questão, Any. Comtinua meu amor – fala pra Zoe

Zoe: Eu vou me fazer de difícil – fala limpando as lágrimas e ficando em pé, na cama, com a pose da mulher maravilha

Nanda: Essa é minha afilhada, criei direitinho hein, bate aqui amor – as duas batem as mãos

Any: Você quer que eu ligue pra ele, Zoe? – pergunto me Levantando, ficando de pé.

Zoe: Sim

Autora
Cap não revisado
Votem e Comentem

o Ginecologista- BeauanyOnde as histórias ganham vida. Descobre agora