Capítulo 40

111K 7K 624

Rodrigo.
Quem diria eu Rodrigo, quase casado e preste a ser pai. Alguns anos atrás, eu agora tava pensando em qual festa eu iria e quem eu ia levar para cama. Ia pegar qualquer mulher e no dia seguinte seria só mais uma na minha vida. E hoje só tenho que agradecer aos meus pais e principalmente meus sogros por ter colocado aquela mulher em minha vida. Aquela pequena menina, grande mulher. Depois que passamos, hoje estamos mais firme que tudo. E se depender vai ser assim para sempre. Queria me casar logo na igreja com ela, mas queria esperar as gêmeas nascerem. Minhas gêmeas. Minhas duas meninas que me deixaria de cabelo branco e cheio de ciúmes. Parece que foi ontem, chegando do trabalho cansado. A empresa tava com tudo, e tudo dava certo. E tinha um daqueles dias cansativos e doido por uma cama. A casa tava silenciosa e chamei pela Tati. Escutei sua voz no banheiro e resolvi ir até lá. Enquanto afrouxava a gravata entrei no quarto. Mas uma caixinha pequena chamou minha atenção em cima da cama. Fui até lá e vi que era um sapatinho de bebê. Um sorriu escapou e sentir uma lágrima descer. Virei e vi a mulher da minha vida chorando emocionada. Corri até ela e abracei com cuidado e com todo amor que sentia por ela.

Tava sentado no sofá enquanto Tati ta arrumando as últimas coisas do quarto delas. Até que escutei um grito da Tati, minhas filhas estão vindo ao mundo!

Fomos correndo até o hospital e no caminho liguei para todos. Em menos de uma hora, eu estava em um quarto vendo Tati ter minhas filhas. Ela tava muito nervosa e teria que fazer força. Ela fazia e eu ficava ali ao seu lado te apoiando em tudo. Escutei um choro fino, Alice tinha nascido. E em seguida, escutei um choro mais forte, Gabriela tinha nascido. Trouxeram elas para perto de nós e elas eram lindas.

Levaram ela pra incubadora e Tati dormiu. Sai e fiquei na sala de espera. Todos vieram falar comigo e a médica permitiu que eu visse pelo o vidro as bebês.

Elas eram iguais, e lindas. Fechei meus olhos e agradeci a Deus por tudo. A partir de agora, Tatiana, Alice e Gabriela eram minhas vidas. E por elas eu matava e morria.


Fim.


------------------------------------------------------------------

Obrigada a todas(os) que acompanharam a história, dei o meu melhor e espero que tenha gostado mesmo! Desculpa os erros, as demoras e qualquer coisa. Adorei tudo e espero que vocês me acompanhe sempre, pois ainda vão me ver muito por aqui. Então é isso, obrigada mais uma vez ♥

Espero que tenham gostado, beijos!

Casamento ForçadoLeia esta história GRATUITAMENTE!