020

981 127 158
                                    

*capítulo não revisado

S I N A  D E I N E R T

Meus chefes marcaram uma reunião bem cedo, e Levi acabou acordando enquanto falávamos de um assunto muito importante. Meu bebê estava muito apegado a mim, ele ficava vinte e quatro hora por dia ou deitado comigo ou com o pai. Perguntei para a minha sogra, para a minha mãe, para a Any e todas disseram que era só a idade. Levi estava precisando de carinho, então eu daria carinho a ele.

— Eu sou contra cortar salários- me manifestei depois de escutar alguns idiotas dizerem que os funcionários da empresa deviam ser demitidos, pois não estavam trabalhando— entendo que, sem obras, fica difícil para todo mundo. Mas cortar o salário de quem sobrevive com isso, eu realmente não acho justo.

— Não é questão de justiça Sina- Calebe, um homem de cabelo preto e olhos escuros me respondeu— é pura matemática. Se você não quiser cortar o salário dos funcionários que estão parados, abra mão do seu e dê para eles.

— Eu já ia chegar aí, senhor- tentei segurar o meu deboche— se todos nós, membros dos cargos mais altos, tivéssemos um terço dos salários cortados, pelo menos metade dos funcionários, incluindo pedreiros, arquitetos de reformas paradas, entre outros; teriam o suficiente para conseguir passar por essa fase sem passar por necessidades.

Vi minha chefe, a dona da empresa, levantar uma sobrancelha. Um sorriso tímido surgiu em seus lábios, aquilo me deu esperança. Eu recebia mais do que o suficiente para sustentar minha família e ainda ajudar no projeto "Nossa Paraisópolis", abrir mão de um pouco do meu dinheiro não faria diferença nenhuma. Além do mais, Noah dividia várias despesas comigo, principalmente as coisinhas que toda semana nós precisávamos comprar para o nosso filho.

— Eu sou contra- Calebe se jogou em sua cadeira, dando de ombros para a minha ideia.

Mais dois homens foram na onda do sócio que discordou de mim, apenas três rapazes pediram tempo para pensar.

— Bom, eu sou a favor da ideia da Sina- Rosana disse, me fazendo soltar um suspiro aliviado— mas não posso tomar nenhuma decisão sem a opinião de todos os senhores aqui presentes.

Ela continuou dando alguns avisos, mas eu estava indignada demais para continuar escutando. Seis homens e duas mulheres, essa era a conta no comitê de cargos mais altos da empresa. Os homens eram sócios, mas apenas Rosana era a dona do negócio. Apesar disso, o ex-marido dela conseguiu enfiar aqueles seres desprezíveis naquela posição, deixando até o trabalhado da própria Rosana mais difícil.

Me distraí brincando com o meu filho, deixei ele sentado ao lado do meu notebook e fiquei admirando aquele menino. Às vezes eu ficava assustada com o fato de que já não quis chegar perto do meu filho, mas sempre que esses pensamentos vinham na minha cabeça, eu fazia o meu máximo para começar a pensar em outra coisa. Como o fato de que eu sou humana, e eu erro. Eu errei, errei muito, mas estava tentando concertar as coisas, e isso era bom.

— Obrigada a todos, tenham um bom dia!

Rosana se desconectou da reunião, fazendo com que todos nós saíssemos também. Fechei meu notebook e fui para o sofá, dei o café da manhã do Levi e aproveitei para descansar os olhos. Respirei fundo algumas vezes, tentando me manter no momento presente. Any disse que os momentos da amamentação eram muito importantes, então eu estava tentando dar mais atenção para tal. Quando Levi estava satisfeito, vesti meu top de novo e deitei meu filho no meu peito para que ele pudesse arrotar.

[...]

Noah saiu para fazer compras antes das dez da manhã, ele também ia passar na casa dos seus pais e dos meus pais para deixar a compra do mês para eles. Precisei ficar na frente do meu computador na mesa da cozinha resolvendo algumas coisas do trabalho, eu precisava me atualizar de tudo que fizeram com os meus projetos enquanto eu estava de licença. Alguns dos meus superiores mandaram outras pessoas mexerem no meu último projeto, um chalé no Rio de Janeiro. Estava tudo certo, mas Calebe sempre encontrava um jeito de me atrapalhar.

Behind the lights |HIATUS|Onde as histórias ganham vida. Descobre agora