CAPÍTULO CINCO

24.2K 1.8K 150

  O livro, publicado pela Astral Cultural, pode ser encontrado nas melhores livrarias (físicas e virtuais) do país. Garanta seu exemplar de Poder Extra G que em 2017, vem aí o segundo livro da trilogia: SINGULAR <3  

No fim daquele fatídico dia, quando Nico me deixou na porta do meu hotel, um estranho silêncio se instalou entre nós. Ambos ficamos desconfortáveis... Mas com o que, eu não sei dizer. Eu tinha os meus motivos: estava caindo na maldita zona perigosa de envolvimento emocional. Tenho certeza de que você, leitor, sabe exatamente o que isso significa. Mas caso haja algum ser menos favorecido intelectualmente, aqui vai uma breve explicação: essa porra significa que eu estou mais envolvida do que deveria estar; que eu estou pulando estágios que não deveria pular. Nós nem enfiamos a língua na boca um do outro e de repente eu já conheço sua família, já sei sobre o segredo de seu irmão e já sou convidada para uma festa no apartamento deles no próximo final de semana. Dá para entender por que raios eu estou surtando?

E quando eu começo a surtar coisas estranhas acontecem. Como, por exemplo, essa mancha horrorosa embaixo da minha axila. Será que Nico a havia visto? Isso era tão, mas tão constrangedor! Tentei não pensar a respeito, pois a tendência era piorar. Sabe-se lá em quais outros lugares é humanamente possível transpirar.

É claro que um bom banho quente me relaxou. Mas é mais claro ainda que uma barra de chocolate belga fez muito mais que isso. E ainda há quem duvide do prazer que essa belezinha pode proporcionar. Mas há controvérsias sobre aqueles sons também serem gemidos. Não coloco minha mão no fogo por mim mesma.

E não é que eu dormi como uma deusa? (Por favor, não comece a cantar. Se já começou, duvido conseguir parar!) O fato é que me senti revigorada para o dia seguinte. Marcela e eu conversamos por quase duas horas no Skype. Ela estava indo visitar os meus pais e eu pedi que ela os abraçasse até quebrar suas costelas − ainda que eu duvide da capacidade do seu corpo de 51 kg realizar tal feito. Minha melhor amiga estava rindo do meu sofrimento. Ela não parava de dizer: "Relaxa, Nina, você é muito dramática" ou então, "Deixa acontecer... Quanta neura!". É tão fácil dar conselhos, principalmente quando você não os segue, não é? Quando a lembrei desse pequeno detalhe, rapidinho ela desconversou. Nunca falha!

Eu havia me arrumado para um dia de turismo solitário. Eu queria conhecer aquela belezura de livraria que ocupa o Teatro Ateneo e sair de lá cheia de sacolas. Muitos livros, cds e dvds para a minha coleção. Os meus planos, no entanto, foram frustrados assim que abri a porta do quarto. Nico estava sentado no chão do corredor com um sorriso tranquilo no rosto. Em sua mão havia uma sacola cheia de coisas e eu me peguei levemente confusa.

− Pensei em tomarmos nosso café-da-manhã juntos novamente, mas não queria acordá-la − ele explicou em seu espanhol incrivelmente sexy. E ainda havia aquela rouquidão matinal de tirar o fôlego!

− Não sei se acho o gesto fofo ou assustador − confessei, embora um largo sorriso preenchesse o meu rosto. Nico deu de ombros, visivelmente desinteressado em dar mais atenção ao assunto. Eu lhe estendi a mão direita e ele a aceitou, levantando do chão com a minha ajuda.

Foi estranho abrir a porta do meu quarto para ele. Quer dizer, eu a teria aberto no dia em que nos conhecemos, afinal, era o que eu queria, não? Ir para a cama com um desconhecido que não pegaria no meu pé pelo resto da viagem. Mas talvez houvesse algum sentimento envolvido e talvez tudo aquilo parecesse um pouco constrangedor. Inclusive a parte em que me dei conta da ausência de mesa e cadeiras no cômodo. Nós tivemos que nos sentar aonde? Sim, na cama. Aquilo não parava de parecer estranho e a tendência sempre é piorar.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Tenho conseguido postar duas vezes durante a semana, como prometi... (TODOS COMEMORAM!). E é óbvio que eu não podia deixá-los sem uma dose de Nina&Nico nesse carnaval, né? Não sei quanto a vocês, mas a única coisa que pretendo pular nesse carnaval, são as páginas dos livros, rs!!! Espero que estejam se divertindo com esse romance... Digam-me o que estão achando e quais são suas expectativas, pois isso faz toda diferença na hora de escrever, de decidir o rumo da história. Enfim, sem mais delongas, desejo a todos um excelente feriado. A até a próxima quarta <3 

PODER EXTRA G (degustação)Leia esta história GRATUITAMENTE!