ENCONTRO (NÃO) MARCADO(?)

4.3K 77 2
                                    

Depois que Glória foi pra casa, peguei meu celular e fui pro quarto descansar ouvindo música.
Abri a tela e vi uma notificação de mensagem.
Li o nome e pensei por um instante se já tinha caído no sono e aquilo seria um sonho...

Mensagem de Nanda (01)*

Abro

Nanda: Oi... desculpa ter sumido. Meu celular quebrou e tive q comprar outro, mas só recebi hoje.

Fiquei paralisada. O que eu respondo?
Tenho perguntas mas e se ela não for quem eu estou pensando? Vai achar que sou louca. É isso! Preciso saber logo quem ela é pessoalmente.

(Eu): Oi, tudo bem... Pensei em vc todos esses dias e fiquei pensando se já não é hora de nos encontrarmos. Se você quiser é claro...

(Nanda): Bom, não sei. Talvez sim. Quando?

"Não acredito" - pensei

(Eu): Sério? Bom, meus amigos querem ir em um café que inaugurou esses dias. Se quiser aparecer lá.

(Nanda): Ah, eu não quero entrar de penetra no meio dos seus amigos...

(Eu): Se não quiser ficar lá podemos usar como ponto de encontro... Eu saiu mais cedo quando você chegar e vamos para onde quiser ir.

(Nanda): Tem certeza?

(Eu): Sim.

(Nanda): Ok...eu vou tentar. Tenho que ir agora. Qualquer coisa te aviso. Bjs

(Eu): Ok...bjs

Larguei o celular e fiquei alguns minutos imóvel olhando as estrelas no teto começando a brilhar enquanto a luz do sol deixava meu quarto.
Meu celular apita com o lembrete do encontro no café.
Me levanto e vou para o banheiro.
Após o banho visto a roupa que Glória me deu. Me olho no espelho e arrumo meu cabelo que estava com alguns cachos já desfeitos.

Ouso meu celular apitar. Abro a tela.

(Glória): Estou chegando pra te buscar. Espero que esteja bem gatinha pra mim.

Sorriu lendo a mensagem e me vem na cabeça a imagem de Glória com as bochechas coradas enquanto me olhava essa tarde.

- Acho que não foi uma boa ideia marcar um encontro com a Nanda hoje - falo comigo mesmo.

Escuto uma buzina de carro. Pego minha carteira e vou em direção a porta pensando que já é tarde demais pra mudar de idéia.

Em alguns minutos chegamos aos café restaurante.
O lugar era simplesmente maravilhoso...

Já na entrada conseguimos avistar nossos amigos numa das mesas da parede sentados em sofás negros e alguns em cadeiras de madeira

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Já na entrada conseguimos avistar nossos amigos numa das mesas da parede sentados em sofás negros e alguns em cadeiras de madeira.
Quando nos viram levantaram as mãos acenando.

Cumprimentei todos me sentando numa das cadeiras da ponta mas Glória me puxou para sentar ao seu lado no sofá e fez um amigo nosso sentar na cadeira em nossa frente - estranho - começamos a falar sobre o que íamos pedir.

- Boa noite. Aqui está seu cardápio - uma voz feminina soa do meu lado.

Me viro para a garçonete e fazemos a mesma expressão de espanto.

- Nanda?

- O-oi, professora...

MENOR DE 18Onde as histórias ganham vida. Descobre agora