A dor vai se diminuindo aos poucos, mas ainda sinto minhas costas pulsando.

Aos poucos vou abrindo os olhos e me acostumando o clarão que esta aqui .

Nao sei aonde estou.

Tento sentar mas ainda nao tenho domínio sobre meu corpo.

_ Oh Ever você acordou!?.- Ana se levanta e vem ate mim.

Ela esta com um rosto indecifrável, mas parece estar preocupada.

_ O que aconteceu?  .- pergunto porque ainda estou meio zonza.

_ Você esta no hospital. Nao se lembra do que aconteceu?.

_ Minhas costas. O que houve Ana?

Ana fica seria, mãe continua em silencio. Me sinto nervosa, eu sei que algo ruim aconteceu.. mas o que?.

_ alguém toco nas suas costas antes de começa a doer? .

Tento me lembrar, mas acho que não.

_Não ninguém...- minha voz falha, engulo  seco .- na verdade sim um homem quase se derrubou na esquina de casa e ele encostou nas minhas costas mas foi coisa rápida.

_Oh querida .- ela ta com uma cara só de preocupação. - Roubaram suas asas Ever.

O que? Minha cabeça doe como se tivessem apertando ela por dentro.

Sinto meu rosto queima e meus olhos nublarem por causa das lagrimas.

Eu aprendi a voar aos sete anos mais tarde do que todas as fadas, eu tinha muito medo de altura.

Todas as fadas e fadens achavam as minhas asas muito linda, as mais lindas do reino. Diziam que pareciam uma constelação de estrelas.

Sinto lagrimas escorrem na minha face.

_ Quem fez isso?  E porque? .- uma raiva toma conta de mim.

_ Deve ser alguma bruxa só elas conseguem fazer isso sem que você perceba.- Ana fala isso e algo a faz ficar com uma expressão de .. medo? .- Ever as asas, elas são tipo o passaporte pro nosso reino, e se uma bruxa  roubou não é para ir tomar chá da tarde com outra fada .

Eu não tinha pensado nisso.  quem estiver com minhas asas pode entrar no reino . E isso coloca o reino em perigo

_ Querida descanse um pouco, vou ir falar com os anciãos.

E então Ana se vai.

Não consigo descansar nem se eu quisesse.

Mas porque?  Os reinos sempre viveram em paz, por que fizer isso agora?.

Um medico de branco entra no pequeno quarto aonde estou.

_ Desculpa mas já estou melhor, não quero tomar remédios.

_Que bom, vai que eu te dou um e acabo te matando. - conheço essa voz. É Luiz.

_ O que ta fazendo aqui .- digo sorrindo de orelha em orelha.

_ Eu precisava te ver, só que não me deixavam entrar então..- ele da uma voltinha mostrando  a roupa de médico.

Nós dois sorrimos.

_ Como esta se sentindo? .- ele também parece preocupado.- e que diabos aconteceu?

_ É .. abriu uma cicatriz.. antiga.- minto, não posso contar a verdade pra ele, ele nem acreditaria.

_ Eu fiquei muito preocupado.- não sei porque mas eu coro.

_ foi bom te ver melhoras .- ele vem na minha direção e me da um beijo.. na testa.- até logo Ever.

Porque eu fico tao nervosa e feliz quando to com ele.

_ O que achou das flores?.- ele pergunta com um sorriso meio nervoso antes de sair e fechar a porta.

Começo a procurar por flores aqui no quarto e vejo um buque de tulipas vermelha encima de uma mesinha e junto dele uns livros, Divergente'' os livros que Luci me emprestou.

Começo a ler e aos poucos vou ficando com sono, fecho os livros e me deito melhor, Logo adormeço.

                        ♡♡♡

   Faz três dias que sai do hospital, hoje é segunda-feira então tenho que ir para o Colégio.

Acordo cedo, pós não tenho tido muita vontade de dormi, tomo café e vou andando pro colégio. Também faz três dias que não vejo Ana, eu sei que ela esta no reino resolvendo as coisas sobre minhas asas.

Na metade do caminho pro colégio começa a chover, parece que o tempo esta sentindo o mesmo que eu.

O tempo.

As estações.

Sinto saudade de casa. Da minha casa no reino, se eu não conseguir minhas asas de novo talvez eu nunca mais possa volta para lá.

Sinto meus olhos pegarem fogo e sento num banquinho na esquina do colégio,  começo a chorar. Sei que não posso chorar mas não consigo evitar.

Tudo seria tão simples se eu tivesse o dom das estações, todas as fadas da minha idade queriam ter o dom do amor menos eu, não só porque eu não poderia me apaixonar mas porque eu só queria ficar com meus pais e meus amigos no lugar aonde eu cresci.

_Você tem que ser forte Ever, não desista, pelos seus pais e amigos .. seja forte.- digo a mim mesmo em meio a lagrimas e soluços.

   

                           ♡♡♡

 deixe seu voto e comente o que estão achando .

A opinião de vocês são importante afinal ''a fada do amor''é pra vocês.

      Bjss ..

A Fada do Amor ( reescrevendo)Leia esta história GRATUITAMENTE!