For every story tagged #WattPride this month, Wattpad will donate $1 to the ILGA
Pen Your Pride

A noite se passa e eu queria acordar e saber que aquilo era apenas um sonho, mas não era, estava acontecendo e eu estava ali, naquela sala sozinho.

Tinha que sair dali, tinha que saber da minha família, amigos(A/N: Tirando aqueles que foram mortos pelos zumbis). Abro a porta lentamente para ver como está a situação.

-Meu DEUS. - Falo sussurrando para mim mesmo.

Está de mal à pior, muitos zumbis(se podemos chamar eles assim) no pátio, mas acho que posso passar por eles e ir até o refeitório pegar umas facas.

-Pera aí. Meu celular. Que m###a, por que não lembrei dele?

Tiro rapidamente meu celular do meu bolso. Mas não tinha sinal.

- Que m###a.

Como não tinha sinal de Telefone, o único cheito era sair dali.

- Cantina! - Pensei.

Lá seria minha salvação, lá tinha facas e perto tinha um galpão onde o zelador que podia ter alguns facoes ou algo parecido. Mas tinha um porém, os zumbis, estava para todos os lados, no pátio a fora. Então meu plano: era sair correndo igual um "condenado" e fechar a porta da cantina. Será que iria funcionar?
Me preparei, coloquei minha mochila nas costas e abri só um pouquinho a porta. Vi que dava para mim sair dali, me preparei e fui, igual um ladrão correndo do policial, mas fui, dois zumbis me virão, (A/N: ai que corri mesmo) cheguei na cantina e tranquei a porta.
Comecei a procura no armário por facas ou coisas que podia me ajudar. Encontrei algumas facas, peguei duas, guardei uma e fiquei com a outra na mão, encontrei alguns alimentos também que poderia me ajudar bastante mais no futuro.

Alguns zumbis se amontoava na porta de grade, o único jeito era eliminar um por um. Me aproximei da porta, firmei a faca, e enterrei no crânio do primeiro zumbi (A/N: Não sabia que para matar tinha que ser na cabeça), assim continuei, um a um, continuei assim por uns dez zumbis, até que acabou, pelo menos os da cantina.

Não tinha mais ninguém humano na escola, era só eu e eu. Tinha que sair dali, tinha duas alternativa, ou matava todo mundo ou entrava na quadra sem nenhum zumbi me notar.

O melhor jeito para mim, era pular o muro. Abri a porta da cantina lentamente, emburrando aqueles zumbis mortos que ali atrapalhava. Passei pela porta lentamente sem fazer barulho para não chamar atenção dos zumbis.

Chequei na quadra e vi que o único jeito era pular o muro, custei mais pulei. Do outro lado da rua estava um caos sangue, casas invadidas, ruas sujas e muito mais que puder imaginar.

Avia uns 3 zumbis e tive que mata-los, mas só com aquela faquinha não sobreviveria, a casa que saberia que tinha coisa mais perto que conhecia era a de Melina, e fui, tomando o maior cuidado para não atrair mais zumbis. Chegando lá a portão estava aberto, pesei o pior, subir as escadas correndo e a porta também estava aperta, entrei olhando um lado para o outro. Comecei a pensar o pior, será que ela morreu, virou um zumbir, meu DEUS o que aconteceu nesse lugar, fiquei desesperado sem saber o que fazer. Quando percebi que algumas fotos do quatro de fotos estavam retiradas, como se alguém as levou. Surgiu uma esperança no fim do túnel, ela e sua família podia estar viva, eles podia ter escapado quando tudo começou, seu pai podia ter dirigido até uma base militar ou algo parecido. Agora a questão era encontra eles, para isso tinha que sobreviver e saber da minha família. Também tinha que consegui suprimentos, achei uma mochila de porte grande que podia guarda muitas coisas, então aproveitei para fazer a limpa, vasculhei o armário, e vi que estava todo revirado, coisas que possibilitava mais ainda minha teoria de eles estarem vivos, procurando algumas coisa no armário achei muitas coisa, algumas comidas enlatadas, sopas e tal. Tinha também que procurar armas, nem que seja branca, procurando no quarto de despensa, encontrei um facão, (A/N: Tipo, nada me para agora...kkkk), me ajudaria de mais.

Saindo dali, tinha um plano, que era saber das condições da minha família e procura Mel. E daí para frente só DEUS sabe.

Desci as escadas com me facão na mão e uma mochila nas costas. Fui andando procurando alguém que não seja um zumbi. Quando estava passando em frente à escola, de repente um carro, cor preto atropelando 3 zumbis que estava no meio da rua. Desse um cara, todo de preto e começou a matar os outros 5 zumbis que estava por perto, outro carro, cor prata, chega outra pessoa desse e me acerta com um golpe na cabeça. Fui desmaiado aos poucos, tendei ver o rostos das pessoas mais não consegui ver....

Eai galera. Estão gostando da história. Deixe seu voto , comente, o que vocês estão achando, deixe dicas, siga me para receber notícias e atualizações.
Obrigado. Até o próximo capítulo (próximo domingo)

InfecçãoLeia esta história GRATUITAMENTE!