For every story tagged #WattPride this month, Wattpad will donate $1 to the ILGA
Pen Your Pride

Capitulo 1

32 0 0

Eu Alessandra Dionizio Santana nascida na Itália na cidade de Laglio no trânsito dentro de uma ambulância na Via Regina Nuova as 17h 31min no dia 23/09/1999, minha mae estava gravida e morava aqui no Brasil ela engravidou do meu pai e quando ela estava aqui ela falou para as irmas e os pais dela que no caso são meus tios e para meus avós, qui estava gravida mais eles nao acreditaram nela então ela encontrou uma oportunidade para ir para fora do Brasil com alguns Italianos que ela conhecia no Brasil chegando la ela falou para eles que estava gravida e eles não acreditavam pelo fato dela sempre ter ácido gordinha todos sorriam e mandava ela fazer dieta e depois de 9 meses eles ia ver o regime entao co,o ninguém acreditou ela deixou pra la e continuou a vida,quando em um belo dia a tarde ela começou a sentir as contrações e ela falava e ninguém acreditava ate que ela foi ao banheiro e começou a sangrar ai ela chamou a amiga dela a Katia foi quando els acreditaram e chamaram a ambulancia só que ai eu não esperei chegar ao hospital já queria vim logo ao mundo foi então que  eu nasci na ambulancia e os medicos socorreram a mimha mae que se chama Dr,Alessandra e Dr Andre e euma enfermeira e como eles nunca tinha visto isso acontecer la ficaram todos surpresos e chamaram o helicóptero foi ai então que saiu a noticia no jornal de la e qui deu muita repercursao porque era a primeira vez que uma mae Brasileira dava á luz em uma ambulância foi ai então que surgiram alguns casais querendo me adotar só que minha mae não aceitou e logo em seguida ela resolveu retorna ao Brasil foi quando ela foi ao consulado em Milão me registrar e fazer meu passaporte foi quando precisava do nome do meu pai completo ela não sabia o sobrenome do meu pai completo e nem dos meus avos paternos foi ai então que ela registrou só com o nome dela para poder fazer meu passaporte para que eu pudesse vim para o Brasil com ela porque meu pai não estava la para assinar os documentos foi quando retornamos ao Brasil no dia 13/10/1999 e no vôo que nóia embarcamos era um vôo que fazia conexão em Paris então ele estava lotado de modelos que vinha de Milão para desfilar em Paris então todos ficaram encantados comigo e todos queria me segurar no colo minha mae fala que todos eram bonitos foi eles que ajudaram ela comigo  para fazer o chequinho que vinha ha São Paulo e o vôo feliz conexão em São Paulo depois para Goiânia foi dai então que começou  minha tragetoria de vida  nossa foram muitos Italianos no hospital a onde eu estava juntamente com minha mae logo que eu nascir no transito la na Itália já saia no jornal que uma mae Brasileira tinha tido uma filha no transito na Itália e nisso os Italianos si encantaram me pediram para minha mae tinha um que ate queria me adotar e esse casal que foi pedir para minha mae eles não podia ter filhos, ai minha mae ficou uns tempos la na Itália logo apos ela retornou para o Brasil mais para ela vim embora de la pra cá comigo foi a maior burocracia ela teve que me registar la e fazer meu passaporte mais ai ela conseguiu e retornou para o Brasil e quando minha familia daqui do Brasil ficou sabendo que minha mae tinha tido uma filha la na Itália eles ficaram loucos disse que minha mae ia me jogar pela janela do avião porque eles achavam que ela tava com depressão pós-parto e ela contava a todos e ninguém acreditava nela  falaram um monte de coisa mais também minha mae falou para eles,quando chegou em Goiânia-Go estava todos reunidos pensando que minha mae tinha feito alguma coisa, ai minha mae ficou morando em Goiânia e eu fiquei morando com ela mais ai ela começou a trabalhar e eu ficava sozinha em casa ate a minha baba que se chama Rosangela que me olhava chega para me pegar,logo depois ela teve que si mudar daqui para o interior ai foi quando meu tio maia novo assumiu a reponsabilidade de ficar comigo enquanto minha mae trabalhava e minha mae falou que ele cuidava de mim tao bem ele me pentiava,dava banho,fazia minha sopinha e brincava muito comigo ai quando eu estava perto de compeltar 1 aninho meu tio arrumou um trabalho ai ja foi a namorada o meu tio a Valeria que ficava me olhando um dia eu estava choando muito e ela ligou para minha mae no trabalho falando que eu estava com febre dai minha mae falou para ela ir para um postinho mais proximo que ela ia. encontrar com ela la foi quando as duas si encontraram no hospital materno infantil perto da anhanquera aqui em Goiania foi quando os medico me examinaram e lediram um raio-x e falou para minha mae que eu estava com o coraçao inchado a minha mae ficou desperada sem saber o que fazer foi quando os médicos me encaminharam para o hospital ebenesia em campinas aqui em Goiânia chegando la a medica examinou meu raio-x e falou para minha mae ficar tranquila que aquilo não era meu coração inchado e isso um começo de pneuminia fiquei internada por uma semana no dia que eu sair do hospital eu completei 1 aninho chegando em casa a minha tia luziene e os vizinhos ja havia feito um bolo de aniversario pra mim dai pra frente nao tinha com quem me deixar ai eu passei a morar com meus avós maternos que si chama Cleonice Pereira Santana e Delio Dionizio Santana eles mora em Natividade-Tocantins meu avô pediu para minha mae pra mim ir morar com eles la porque em Goiania eu ficava sozinha ate a menina chegar,minha mae no queria mais ai por causa do meu vô ela deixou eu acho que fui morar com eles eu tinha 2 anos.Meu avô ficava mais na fazenda e minha vó morava la na cidade então fiquei com ela mais meu avô ia me ver direto minha vó ia trabalhar em um colégio chamado Colégio Agropecuario  eu ia com ela todos os dia e nesse colégio estuda muitos meninos la de Natividade e das cidades vizinhas que querem si forma em zootecnia,tecnico agropecuario etc... então ela me levava todos os dias junto com ela quando ela chegava la como os meninos chamava ela de tia Cleusa ai os meninos me pagava ficava me olhando,quando era a  tarde nois valtava para casa.E assim fui crescendo, depois minha vó trocou de serviço e foi para a Ruraltins e eu como sempre continue indo para o serviço com ela porque la não nos colégios naoa pegava crianças com menos de 6 anos mais o bom é qui eu fui morar la mais eu sabia quem era a minha mae e eu lembro que direto eu ficava  com minha mae em Goiânia, quando eu era pequena eu era fofinha gordinha só a bolinha e em Natividade é muito bom la é um interiorzinho e bem do lado da casa da minha vó é a casa da minha tia irma da minha vó, la com minha vó ela tambem pagava as meninas para me olhar hoje que eu já to grande eu fico lembrando e sorrindo minha vó só achava meninas sabe assim pequenas e como eu era gordinha elas não dava conta de me pegar no colo mais elas já tinha idade para trabalhar só não tinha mesmo era tamanho para elas me pegarem era o maior sufoco eu já tive 3 babás que eu me lembre tinha duas ne que era maior um pouco já a outra ela parece um anaozinho ela lavava minhas fraldas e não dava conta de estender ai minha vó falava para ela deixar la que depois ela estendia as roupas morar com minha vó foi muito bom e la com minha vó ainda morava a minha tia Karla Patricia a filha caçula da minha vó ela me olhava também eu chamava ela de mae mais ai ela tirou essa minha mania de chamar ela de mãe  e quando eu era pequena ainda tinha dois primos que só ficava me atentando e falava que minha mae tinha me achado na lata de lixo eu chorava ate e ate hoje eu sou muito fácil para chorar, mais aí fui crescendo ai fiz amizades la ne eu ia para casa da vizinha que se chama Rosa eu ia brincar com a neta dela todos os dias que se chama Jéssica nois duas eramos amigas inseparáveis. Ai eu me lembro que  com uns 4  anos eu vim para Goiânia ficar uns tempos com minha mae ela já tinha arrumado um marido ele me tratou super bem e minha mae engravidou da minha irmã e eu quase fiz ela perde o bebê porque eu quase cair na sisterna mais ai o susto passou,ai o meu aniversario de 5 anos ela feliz aqui em Goiânia foi muito bom veio meus primos meus tios uns amigos do meu padrasto e foi muito bom, nossa quando minha mae feiz o exame para saber si estava gravida deu positivo ai aquele tempo tinha celular mais usava mais era o orelhão e ela foi ligar para meu padrasto toda feliz dizendo que o exame tinha dado positivo e ela tava ligando de um orelhão e era em um bar de frente a onde ela morava e la onde tinha o orelhão era de cimento grosso e eu fuí fazer pirueta e como eu era gordinha quando eu fui virar o corpo ela não foi ai o peso veio todo para meu braço ai não guentei e cai de cara no cimento grosso ralei a cara todinha quando minha mae olhou para traz e me viu com o rosto todo ralado soo sangue mais ela brigou e fomos para casa chegando la ela lavou meu rosto e passou um remédio que ardia muito o nome do remédio é mercúrio maia ardia viu mais ai minha mae limpou com o remédio e foi sarando aos poucos.Ai eu fiquei mais alguns meses com minha mae e depois voltei para o Tocantins novamente ai quando completei 6 anos comecei a estudar ai comecei a estudar e logo fui para alfabetização fiz muitos amigos e eu estudava a tarde e sempre minha tia levava eu e minha amiga Jessica junto com a Aline tia da Jessica. Eu com meus 6 anos indo para os 7 anos eu perdi meu avô quando ele morreu eu fiquei muito triste ele pra mim era como pai porque eu nunca tive meu pai por perto meu pai nunca me deu atenção nem me ligava e quando meu avô morreu nossa tinha muita gente no velório dele eu quase não chorei muito no velório dele mais depois do enterro fomos todos da familia para fazenda onde ele morava quando cheguei la não aguentei comecei a chorar mais chorei tanto eu e meu primo começamos a chorar que dormimus e só acordamos no outro dia.Depois minhas tias minha mae voltaram para Goiânia e minha vó não vendeu la arrumou uma pessoa para cuidar dela só que como ela tinha o serviço dela não estava dando muito certo pq ela tinha que ir na fazenda olhar como qui tava,ai ela conversou com todos os filhos que iria vender eles concordou então ela vendeu os móveis depois vendeu os gados e a fazenda e dividiu o dinheiro com todos os filhos, e quando meu avô era vivo eu gostava muito de ir pra la ficar com ele la era tranquilo tinha televisao água encanada nossa la era muito bom.

Diario da minha vidaLeia esta história GRATUITAMENTE!