Capítulo 53

40.9K 3.5K 1.2K

Fiz o que Ariel mandou. Entrei no quarto de Josh e o encontrei conversando com Owen. Puta merda, parece que esse coiso me persegue.

- O que você está fazendo aqui? - perguntei.

- Ahm... Esse é o meu quarto. O que você está fazendo aqui?

- Vim conversar com o Josh. - Me virei para ele. - Cara, como é que começou aquela briga?

- O Chad que ficou com frescura por causa do acampamento-exército que meu pai quer que eu faça. Ele disse que terão muitos homens lá. Sim, terão. Mas na praia que ele vai também tem. Ele não tem porquê ficar com ciúmes.

- E vocês brigaram por isso?

- É, cara. Ele começou a falar que eu não amava ele, nem gostava dele, essas coisas. Que eu não era romântico o suficiente... Ele mandou eu ser mais como você! Eu não sei porque ele e a Lucy querem que eu e o Andy sejamos mais como você, e o Andy quer que a Lucy seja mais como a Ariel. Ok, vocês formam o casal dos sonhos, mas meu namorado não precisa ficar esfregando que você é melhor do que eu, né!

- Ele quer que você seja mais como eu?

- É. Mais romântico, fofo. Sei lá, mais... - Ele começou a abanar as mãos. - Você.

- Aposto que eu e a Ariel faríamos um casal melhor - Owen murmurou.

- Cara, vou ter que discordar de você. Eles são perfeitos um pro outro - Josh disse e eu dei um sorriso vitorioso a Owen.

- Mano, você tem que fazer alguma coisa romântica pro Chad e pedir desculpas a ele - falei.

- Mas ele que é o errado!

- Mas Josh, cara, pra um namoro dar certo, você tem que ceder. Por exemplo: mesmo que eu esteja certo em uma briga, eu que vou ter que me conciliar com a Ariel, porque eu sei que, por ela, nós ficaríamos um ano sem nos falar. Moral da história: mesmo que você esteja com a razão, quem está certa é a mulher. Sempre. Não tem exceção.

- Então, mesmo que eu esteja certo, o Chad é que está certo?

- Exatamente. Isso é namorar, meu amigo.

- Então eu tenho que pedir desculpas pra ele?

- Sim. E também tem que fazer alguma coisa romântica. Porque, pelo o que eu conheço do Chad, ele não vai aceitar só um "Foi mal aê, amor".

- E o que você sugere?

- Anel.

- Diamante - Owen disse.

- Flores.

- Presentes.

- Uma noite inesquecível.

- Ok, não tem como competir com isso - Owen disse.

- Uma noite inesquecível? - Josh perguntou.

- Ariel me deu uma no meu aniversário. Melhor presente da minha vida - falei, me lembrando. Realmente, eu nunca vou esquecer. Owen fez uma cara raivosa. Nossa, tô me cagando de medo.

- Uma noite inesquecível... Ahm. É. Pode ser. Eu vou ficar brigado com o Chad, aí, hoje à noite, eu o chamo pra vir aqui no meu quarto pra eu pedir desculpas. Perfeito.

- Só tem um problema: eu. - Owen começou a balançar os braços.

- Se vira - eu e Josh falamos.

- Ok.

- Bom, vou procurar a Ariel pra dizer que tudo já está certo. Tchau, Josh. Tchau, coisa estranha da natureza.

- Tchau, filho duma égua! - Owen me respondeu, sorrindo falsamente e acenando como se fosse uma miss. Lhe mostrei o dedo do meio antes de ir embora.

A Menina dos Olhos BicoloresLeia esta história GRATUITAMENTE!