Chapter 21: Não vou e ponto

6.4K 255 11

[Júlia]

Acordei e fiz tudo que eu tenho que fazer de manhã antes de ir para a escola. Fui caminhando ao lado de Larissa e Gabriele conversando animadamente sobre o acampamento, quer dizer, eu e Larissa estávamos animadas, Gabriele quase não dizia uma palavra. Chegamos lá e cumprimentamos os meninos e as meninas. Eu estava abraçada de lado em Zayn e nós estávamos conversando.

– Meninos, vocês vão no acampamento né? - Milena perguntou.

– Claro que vamos! - Respondeu Louis animado.

– Espero não ter que ficar te aturando menino. - Gabriele disse e Lou revirou os olhos.

– Fique longe de mim e eu ficarei de você.

– Assim espero! - Eles se fuzilavam com os olhos.

– Tanto ódio vira amor. - Harry disse e nós rimos.

– Deus é mais! - Gabriele fez cara de nojo.

– Amém! - Louis respondeu e nós rimos. O sinais bateram e nós subimos. As aulas passaram e finalmente o sinal do intervalo bateu. Todos descemos, menos Milena que ficou na sala tirando umas dúvidas com a professora. Ficamos lá conversando e comendo.

– Cade a Milena, hein? - Disse varrendo o pátio com os olhos.

– GENTE! VOCÊS NÃO VÃO ACREDITAR! - Falando nela, apareceu gritando.

– Calma menina, para de gritar que ninguém é surdo! - Eu disse.

– Tá, o que a gente não vai acreditar? - Perguntou Niall.

– Vocês sabem que no fim desse mês vai ter um show de talentos né? - Todos assentiram - Eu tava olhando o folheto, e sabe qual vai ser o prêmio? - Ela me olhou fazendo suspense e eu fiz cara de desentendida, sabia que ela queria que eu me apresentasse.

– FALA LOGO CARAMBA! - Rafaela gritou.

– Tá tá... O primeiro lugar vai ganhar uma semana de férias com um acompanhante numa casa na praia que a escola vai alugar. - Ela disse.

– SÉRIO? UMA SEMANA QUE TERIA AULA, LIVRE? - Rafa gritou.

– SIM! - Milena disse toda animada e todos começaram a se entreolhar, eu só abaixei a cabeça. Sim, seria ótimo ganhar essa semana longe de tudo só com uma pessoa, mas a verdade é que eu morro de medo de palco.

– Júlia... - Larissa disse me olhando.

– Não! Não vou me apresentar e ponto. Você sabe que eu morro de medo de palco. - Eu disse fuzilando-a com os olhos.

– Mas menina, pensa, você e mais uma pessoa sozinhos numa casa na praia, só vocês dois. - Rafa disse tentando me convencer.

– Não, não, não e não! - Eu disse.

– Ah, você é muito boba, se eu tivesse sua voz e soubesse tocar violão eu iria participar e ganhar na certa. - Larissa disse revirando os olhos e levantando.

– Desculpa, mas eu não consigo. - Eu disse e o sinal bateu. Fomos pra sala e sentamos cada um no seu lugar. As ultimas aulas se passaram, nos despedimos e saímos. Eu como sempre fui com as meninas pra casa.

– Júlia, eu ainda acho que você deveria se apresentar! - Disse Larissa.

– Lari, você sabe mais que ninguém que eu não gosto de me apresentar na frente de um monte de gente! - Eu respondi.

– Mas não vai ter um monte de gente! - Gabi protestou.

– Não, só a escola inteira. - Disse num tom sarcástico - Olha, eu não vou me apresentar e pronto, por favor não insistam mais.

– Tudo bem então. - Larissa disse e continuamos andando sem falar nada. Quando chegamos nos despedimos e entramos. Minha casa como sempre estava num silêncio constrangedor, não se ouvia um ruido. Suspirei e subi para me trocar. Depois comi e liguei a televisão para assistir Bob Esponja, até o telefone tocar, levantei e atendi

Ligação on

– Alô?

– Quem fala? – Ouvi uma voz grossa falar.

– É a Júlia, quem gostaria?

– Oi filha, é o papai

– Paaaaai! - Quase gritei.

– Tudo bem querida?

– Tirando a saudade sim, e você?

– Que bom, estou bem também... Filha, sua mãe ou sua irmã estão ai?

– Não, a Bia tá na escola e a mamãe tá trabalhando

– Entendi... Sua mãe já te contou?

– Contar o que?

– Eu e ela conversamos e decidimos que vamos colocar você e a Bia em uma escola de inglês para vocês saberem se comunicar melhor com as pessoas quando vierem pra cá.

– Ah, legal. – Disse meio sem ânimo

– E então, vai vir me visitar no meio do ano, né?

– É, espero que tudo dê certo.

– Vai sim, e vai passar rapidinho, quando você menos esperar vai estar aqui comigo.

– Tomara pai, estou com saudades.

– Eu também estou querida. A vovó te mandou um beijo.

– Manda um pra ela também.

– Tudo bem então, filha. Agora eu vou desligar que estou meio ocupado aqui. Logo eu ligo de novo, beijo, te amo.

– Também te amo pai, beijos.

Ligação off

É, agora meu pai estava um oceano longe de mim e eu morrendo de saudades. Fiquei o dia inteiro assistindo TV, quando a Bia chegou conversamos um pouco mas logo ela subiu. A perua do Vitor trouxe ele, eu banhei-o e coloquei pra dormir. Já era tarde e eu só estava esperando a minha mãe para pedir pra ela assinar a autorização do acampamento. Eu estava quase dormindo com a autorização e a caneta na mão deitada no sofá quando escuto a porta abrindo.

– MÃAAAAE! - Eu berro.

– Ai menina, que isso? Vai acordar seus irmãos. - Ela disse trancando a porta.

– Mãe, amanhã vai ter o acampamento anual da escola, você pode assinar aqui pra mim? - Entreguei o papel e a caneta na mão dela.

– Quando você volta? - Ela perguntou assinando o papel.

– Domingo antes de anoitecer. - Respondi pegando o papel da mão dela e sorrindo como agradecimento.

– Tudo bem, mas o dinheiro você que arranje.

– Tá tá, vou pegar do que eu tenho guardado aqui. Boa noite mãe, amo a senhora. - Disse e dei um beijo em sua testa, depois subi para o meu quarto. Tomei um banho, me vesti e logo dormi.

You Got To Change Everything ( One Direction )Leia esta história GRATUITAMENTE!