gostou?

960 59 1
                                    

leila narrando

como eu senti saudade da língua dela saindo e entrando em mim, das mãos dela puxando meu quadril  contra sua boca, minhas mãos no seu cabelo, meus lábios secos, os de cima é claro, e minha voz pedindo por mais e mais sem me importar com meus convidados no andar de baixo

minha filha nasceu de cesariana, por mais que ja tenha passado algumas semanas, ainda é desconfortável, mais até com isso ela é cuidadosa

a vontade que eu to de sentar pra essa mulher até minhas pernas tremerem, ou até meus pontos arrebentarem não ta escrita

- vai amor vai, falta pouco (em menos de segundos eu gozei na boca dela, e ela fez questão de prolongar meu orgasmo um pouco mais)

essa foi a melhor chupada da vida misericórdia
enquanto minhas pernas tentavam me derrubar , a boca dela ainda percorria meu corpo até chegar na minha boca

- eu amo você de todos os jeitos e maneiras que são possiveis serem pensadas pelo ser humano, eu te amo é a palavra que chega mais perto do que eu sinto por você, e a próxima vez que vc esconder algo de mim....não vai prestar, agora termina o banho, o bolo ta na mesa, eu te amo

- eu te amo, e não me canso de dizer isso, mais você não pode sair com o controle dentro da calça, eu posso ajudar..

- respeita meu controle, seu prazer é meu prazer, desce logo se nao venho buscar

MELISSA NARRANDO 

comecei a lembra do dia em que peguei minha irmãzinha na cama e logo o controle sumiu kkkkkkk, pensamento pessimo, alias.....matheusinho esta com minha irma, mas ela nao quer contar, nao sei o que esta acontecendo mas vou descobrir 

voltando a historia do controle

vou explicar

esses dias eu tava com muita vontade sabe, é sério tava até doendo, eu tava no sofá com a leila, bem coladas, pra sem mais precisa ela tava sentada bem em cima do controle kkkkk, então eu tentei meu aliviar e atiçar ela, fui passando a mão , fui beijando, tudo bem de leves, dicas da minha irmã

 
foi no recuo dela que eu percebi que ela estava sofrendo com as mudanças do corpo dela, por mais que eu demonstrasse com palavras acho que ela precisava de ação

resumindo, quando eu tava quase convencendo ela, minha irmã chega com as crianças, diz ela que queria passar o dia com a sobrinha

então eu parei com tudo, e fui abrir a porta, minha irmã entrou rindo da minha cara, mateus me desejou "força " e a minha sobrinha

aaaa essa garota é incrível

ela simplesmente perguntou " tia por que vc ta com o controle da tv dentro da calça "

foi o momento mais constrangedor da minha vida
em minutos estavamos todos na mesa conversando animadamente , as vezes leila fazia um carinho em mim, um carinho la em baixo

- quero ver o controle hoje amor (sussurrou e depois mordeu minha orelha, e em seguida veio aquela sensação boa, o arrepio forte)

sorri com as lembranças enquanto esperavamos leila descer 

(...)

UM TEMPO DEPOIS

acordei sentindo um pesinho forte sobre minha barriga, quase não da pra respirar, mais eu perderia a respiração por ela, porem se eu não sair agora vou fazer xixi na cama
deitei o corpo dela de uma maneira mais delicada na cama e fui mijar

amanhã faz 5 meses da minha garotinha, vamos fazer um pequeno mes versario, não fiz nos primeiros meses por que achei que cada detalhe do começo era bem mais intimo pra nos

 
termino minha higiene e volto pra cama pra acordar leila, temos muita coisa pra organizar

- vida?? (nada dela se mexer)

- amor meu?? (nada ainda , mais dava pra ver que ela tava acordada)

então deci a mão ate dentro do seu pijama, como ela estava deitada de barriga pra baixo foi bem mais fácil

fiz um carinho bem leve nas suas nadegas, depois desci até a larissinha e fiz uma pressão leve e pude sentir o corpo dela tremer

em seguida tirei minha mão e esperei o xingo

- você acordou com ódio de mim hoje?

- lgc que não, levanta, temos que planejar um festinha

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


eu sempre amei você ( interssexual )Onde as histórias ganham vida. Descobre agora