Cap 15

32.4K 2.6K 1.7K
                                    

Josh pov's

Eu me senti a pior pessoa do mundo por ter falado com a Any daquela maneira. Ela não merece ser tratada daquele jeito, e eu lhe dou total razão em estar pensando o pior de mim, é melhor assim, eu não quero a sua vida em perigo.

O resto do dia, foi apenas eu tentando me concentrar no trabalho, e pensando o tempo todo em como a Any deve está com raiva de mim.

Termino de arrumar minhas coisas e saio do consultório. Assim que chego perto do meu carro, encontro Alexa sentando próximo dele, quando ela me ver, vem até mim.

Alexa: Neném- fala com uma voz manhosa-  Como eu não posso entrar no consultório, fiquei te esperando aqui, para a gente poder ir pra nossa casa- fala simples, como se fôssemos namorados.

Josh: Alexa, você é doente mental. Quando vai entender que eu não gosto de você, não quero você, não namoro com você, a gente não namora, eu não amo você. Dá para esquecer que eu existo e seguir tua vida, se internando em outra clínica mais eficaz que a que você estava.

Alexa: Mas, eu pensei que a gente estava namorando e que você me amava- fala com lágrimas nos olhos, patético.

Josh: Caso você tenha esquecido: você tentou me matar, e tentou matar duas pacientes minhas, sem contar as ameaças de mortes que você fazia à minha família. Eu fui um burro em te amar por alguns anos, mas não te amo mais. E a minha vida estava muito boa até você aparecer novamente - me irritei, já.- Eu vou te avisando logo, Alexa. Dessa vez, você não vai tocar um dedo em quem eu amo, não vai estragar a minha vida novamente. Fica longe de mim, longe da minha vida, me esquece e vai caçar um psiquiatra - entro no meu carro e dou a partida.

{...}

Semanas se passaram, em todos elas, eu pensei nela. Eu não sei mais oque é uma noité tranquila de sono, muito menos oque é uma alimentação saudável.

Alexa desapareceu, mas se eu a conheço bem, isso não é bom. Ela vai voltar, e quando voltar vai ter planos para estragar a minha novamente.

Hoje seria o dia da consulta mensal da Any, o horário dela era as 10:00 e já são 10:30. Ainda não sei porque estou com esperanças dela entrar por aquela porta, mesmo ela dito que nunca mais viria, com razão.

Libero a Senhora Mercedes que estava aqui no consultório para sua consulta, e organizo algumas coisas. Passa alguns minutos e estranho pq a próxima paciente não entrou ainda, porém tenho uma resposta para isso, quando a porta do meu consultório é aberta.

Era ela, Gabrielly, ela veio mesmo. E estava tão linda, com sua bota de couro Preta, sua calça jeans rasgada,  um cropped preto e com seu cabelo feito um coque, mas estranhei ela estar de óculos escuros.

Sua feição era triste, mas eu senti que ela não queria deixar isso transparecer. Ela não estava com aquele sorriso de Sempre, e a maneira que estava seu coque, deixava perceptível que ela se arrumou as pressas.

Por segundos, aquela sala ficou o mais silenciosa possível, só escutava o som do ar condicionado. Meu olhar estava direcionado para ela o tempo todo, e apesar dela estar com óculos escuros, eu sabia que também estava olhando pra mim.

Any: Desculpa o atraso,  doutor Joshua- fala ríspida e dando ênfase no "doutor"

Ela me chamou de doutor Joshua. Eu nunda odiei tanto esse nome como agora.

Josh: Sem problemas, Srt. Gabrielly, sente-se - assim ela fez - Oque lhe trás aqui Hoje?

Eu queria muito perguntar o porque que ela veio, mesmo dizendo que não viria mais

Any: Vim apenas para a minha consulta mensal, doutor - ela fala a última palavra com desgosto.

Josh: Ok, então pra isso eu terei que fazer algumas perguntas, tudo bem? - ela assente- Anda cuidando bem do seu corpo?

Any: Sim

Josh: A sua menstruação está em dia?

Any: Sim

Josh: Ainda sentiu seus seios doloridos, como da última consulta?

Any: Um pouco, mas nem tanto.

Josh: Como anda a sua saúde sexual? Não precisa responder, se não quiser

Any: Normal. - fala de maneira simples

Josh: E sua alimentação?

Any: Desregulada.

Josh: Poderia explicar melhor?

Any: Ou como muito, ou como pouco, ou não como. E é fora do horário.

Josh: Então eu sugiro que melhore a sua alimentação, senhorita Gabrielly. Não faz bem para sua saúde.

Any: É, eu sei disso, doutor

Josh: Ok, como vai ........... -

Faço mais algumas perguntas e ela responde de forma fria, sempre dando ênfase na palavra "doutor"

Any: Acabou?

Josh: Sim, por hoje é só. - Ela pega sua bolsa, levanta da cadeira e caminha em direção a porta- Srt. Gabrielly

Any: Que, doutor? - Ela volta sua atenção para mim

Josh: Por quê veio? - ela me encara confusa - Na última vez que esteve aqui, a senhorita disse que nunca mais viria.

Any: Bom, eu doutor- ela tira seus óculos escuros, me fazendo encarar seus olhos, eles não tinham o mesmo brilho de antes, e em volta deles, tinham olheras fundas. - Eu pensei bem, e não vou ser tão infantil, Não tinha porque não vir. Afinal, você é apenas o meu ginecologista e nada mais disso - fala e sai da sala

Eu sou a pior pessoa do mundo

Autora
Como vocês estão?
Cap não revisado
Votem e comentem

o Ginecologista- BeauanyOnde as histórias ganham vida. Descobre agora