18

3.7K 289 54
                                    

《 Maratona 6/6》

《Sophia》

Quando entramos na lanchonete todos que estavam olharam para a nossa direção, nada que nos fizesse recuar. Tia Rô nos guiou até uma mesa grande o suficiente para todos, logo uma garçonete chegou olhando para o tio Noah de uma forma engraçada ela parecia uma lagartixa se contorcendo.

— Em que posso ajudá-los? — a voz dela era esquisita acho que não era sua voz verdadeira.

— panquecas — eu e meus irmãos falamos juntos. A tia Rô deu um sorriso olhando em nossa direção

— bolo — Yuri fala olhando para a mamãe, ele era igual ao Nicolas não desgrudavam dela.

— Queremos cinco panqueca com gotas de chocolate, cinco bolos de... — Tia Samantha olha para o Yuri

— morango? — Pergunta logo Yuri acenou com a cabeça.

— dois bolos de morango, dois de limão e um de maçã, três sucos de laranja e dois de menta com abacaxi — Tia Rô completa

— E vocês... — a garçonete fala mais pro tio Noah que para minhas tias

— Um café preto e pães de queijo — Tio Noah responde sem nem se dar o trabalho de olhar para ela.

Logo que o tio Noah pediu foi a vez da mamãe da tia Samantha e Aurora. Não demorou muito para chegar o nosso pedido a mesa estava chei e o cheiro esta muito bom. Comemos conversado sobre assuntos aleatórios não podíamos falar sobre magia ou cadáveres em público, eu gostava de momentos assim, ter a mamãe durante a manhã era um dos melhores momentos mesmo com seu mal humor matutino.

— Bruxinha? — uma voz foi ouvida ela era desconhecida para mim e pelo que parece para os adultos também já que a maioria estava com um ponto de interrogação na cabeça.

— Kai — a tia Rô responde cordialmente — O que faz aqui?

— café da manhã e pelo visto você também —  fala olhando para todos na mesa, acho que se perguntando o por que de estarmos de pijama em público.

— E ele? — a tia Samantha sussurra para a Tia Rô que confirma com a cabeça, mamãe logo abre um sorriso malicioso para o homem... o que perdi?

— Nos apresente irmã — Tio Noah fala sorrindo debochado para o tal de Kai

— Esse é Kai Parker um conhecido...

— oh, nos somos bem mais que conhecidos bruxinha — Kai corta a tia Rô que o olha mortalmente

— Kai, esses são os meus irmão Noah, Lillith e Samantha — apresenta — meus sobrinhos Sophia, Hope, Ayla, Nicolas e Yuri — Nicolas e Yuri nem se importaram em olhar para ele, eles estavam mais concentrados em comer o bolo de morango. 

— Seus... — Olha em duvidas o olhar que ele nos dava  era de reconhecimento talvez conhecia o nosso pai

— Lilith! — escuto a voz do nosso pai, não morre mais... — O que vocês...

— Tomando café Lobinho não percebe? — mamãe o corta, papai logo olha para Kai de um jeito estranho mais logo volta seu olhar para a mamãe seus olhos ficam amarelos por um segundo mais logo volta ao normal.

— Samantha — Tio Elijah aparece atrás do papai olhando a tia em choque logo tira seu palito colocando em cima dos ombros da titia que sorri brincalhona para Elijah — por que vocês estão assim?

— Com fome e preguiça para qual quer coisa  — Tia Samantha o responde

—  Então resolvem vir a um local público assim? — papai fala irônico

— estamos vestidos — Tio Noah responde recebendo um olhar mortal do papai em troca, como se isso fosse causar medo no tio Noah...

Logo os três se juntaram a mesa, papai fez questão de tirar o casaco e colocar na mamãe, pelo seu olhar se alguém olhasse em direção a mamãe seria morto sem do nem piedade.  O homem que se chama Kai estava sentado ao lado da tia Rô eles falavam baixo até mesmo para a audição vampira.

Nicolas não rosnou para o papai mais a cara que ele fez foi mais que suficiente, quando terminamos de comer papai praticamente estava quase matando um dos clientes que olhava para a mamãe.

— Apague o fogo do rabo Niklaus! Você não pode matar ninguém em público — mamãe reclama o puxando pelo braço quando ele iria levantar.

— Quem disse que não posso? — fala sorrindo para a mamãe — Vou te mostrar que posso, sou o rei dessa cidade e ele me deve respeito  — fala rosnando

— O humano não sabe que você é rei, e outra ele não esta te fazendo nada.  — mamãe sorrir eu quase podia ouvir sua voz dizendo "ganhei".

Voltamos para casa sem a tia Rô que foi Luci sabe onde, o papai e tio Elijah veio com a gente, acho que o papai não sairia de perto da mamãe tão cedo, ele era um lobo e lobos são territoriais papai queria marcar território acho que ele gosta da mamãe...

Mikaelson perdida Onde as histórias ganham vida. Descobre agora