15

3.9K 294 82
                                    

Maratona 3/6》

《Lillith》

Levanto minha mão formando uma bola de fogo na mesma, sorrio ao olhar as chamas dou dois passos para trás e jogo a mesma na grande casa a minha frente, não demora muito para os gritos começarem e a correria ser ouvida.
Várias bruxas saíram correndo parando justamente onde eu queria. Elas pareciam baratas quando joga inseticida, saindo de todos os lados...

- Onde pensão que vão? - falo com um sorriso psicopata nos lábios - Temos contas a acertar não? - falo fazendo meus olhos ficarem vermelhos

- Q... quem é você?! - Uma das bruxas fala tentando se manter em pé, ela estava com uma queimadura na perna

- Seu pior pesadelo? Ou a ultima pessoas que veram antes de morrer? - pergunto tentando achar uma resposta - Voces decidem como me chamar lá do outro lado - isso é a unica coisa que falo antes de ver as bruxas cairem no chão sem vida

Uma vez que mortas entrei na casa preucurando algo que me fosse útil, a única coisa que achei foi uma criança... por que eu só encontro crianças? Logo de fato minha casa será uma escola.

- Qual seu nome? - falo ficando na altura no garotinho, ele se assusta afinal estava com sangue nas mãos

- Yuri - fala sem gaguejar isso já é um bom sinal

- Você é lindo Yuri - falo sorrindo - Sabe eu meio que posso ter matado a sua mãe - falo o olhando

- Mamãe... - Fala chorando

- Tem família? - vejo ele negar

- Podemos fazer um acordo - falo chamando sua atenção - Eu posso te levar comigo, te ajudo com sua educação, e quando for forte o suficiente você pode tentar justiça pela sua mãe que tal? - falo o olhando

- Te... te matar? - fala sem entender

- Se você quiser me matar por justiça, não vejo porque não - falo simples - deixe seus amigos por perto e seus inimigos mais perto ainda - ele parece entender já que acenou com a cabeça.

Estendo a mão para o garotinho que logo agarrou me seguindo para fora da casa.

[...]

Pelo horário sabia que os monstrinhos estavam dormindo, levo Yuri até um dos quartos, como não sabia que uma criança viria não arrumei um quarto de acordo com seu gosto, o quarto que o coloquei era escuro igual a todos os outros.

- Depois eu mudo a decoração para o seu gosto - falo o levando para o banheiro - tire a roupa ela está suja, vou pegar uma roupa para você, consegue sozinho? - falo o encarando

- Sim - fala tirando o casaco que vestia juntos ao resto

[...]

- Acorde monstrinho temos uma longa manhã - falo arrancado as cobertas do pequeno corpo

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.


- Acorde monstrinho temos uma longa manhã - falo arrancado as cobertas do pequeno corpo.

- Hum... A senhora?

- Senhora sua mãe, me chama de Tia Lilly - falo o ajudando a levantar - trouxe uma roupa para usar - aponto para o uniforme que era de Nicolas - precisámos comprar roupas para você

- Uniforme... - Pergunta sem entender

- O castelo se transformou por tempo indeterminado uma escola - explico - como daria trabalho enfeitiçar todas as roupas escolhemos uma única roupa para isso - falo pegando o shampoo - seria estranho usar a mesma roupa todo dia então tivemos a ideia de ser um uniforme

- Tem mais crianças? - fala quando termino de enxaguar sua cabeça?

- Sim quatro - respondo pegando a toalha

- Você matou a mãe deles também? - Pergunta me encarando

- Sabe Yuri gosto do seu humor! - falo orgulhosa - matei sua mãe e você está aqui conversando normalmente comigo

- Conhecer o inimigo - fala simples

- Você vai se dar bem com a minha filha - falo lembrando do humor de Sophia

[...]

- Mostrinhos! - Grito da sala, logo vejo os quatro com seus uniformes e a mochila nas costas.

- Manhã Horripilantes - falam juntos me fazendo sorrir ao ver os quatro em formação.

- Minha! - Nicolas grita quando vê Yuri ao meu lado, logo saindo correndo abraçando minhas pernas - Mamãe só minha!

- Em seus pesadelos Nicolas - Sophia fala tentando tirar ele da frente.

- Quem é ele mamãe - Ayla fala baixo e curiosa

- Esse é Yuri ele é...

- Um novo irmão? - Hope pergunta

- Me tornei guardiã de Yuri, ele é um novo aluno para esse grupo peculiar - completo

- Bem vindo Yuri - Hope e Ayla falam juntas.

- Obrigado - fala olhando Sophia que parece não se importa, sorrio com isso sabia...

- Vamos? - Não espero a resposta logo saindo em direção a saída do Castelo.

Hoje a aula seria do lado Sul da propriedade, era um salão de baile mais como não usávamos transformamos ele em uma sala de aula com várias etapas. Abro a porta abrindo espaço para eles entrarem.

- Uau - falam juntos

O teto era de vidro escuro, o espaço era o equivalente a três andares, os pilares e o piso de mármore negra fazia parecer que estávamos no espaço já que nas paredes tinham cristais mágicos, criados por Noah. Os raios de sol batiam no vidro era quase impossível ver o caminho que os raios de sol faziam, era ainda melhor a noite já que os cristais brilhavam como estrelas.

Em um canto tinha cinco quadros negros no estilo escola antiga, oito cadeiras e mesas no estilo rústico, as mesas podiam levantar a tampa para guardar os livros, do outro lado do salão tinha oito meses brancas ao lado estantes com frascos de vidros com ervas para feitiços, no segundo andar do salão tinha uma biblioteca com grimorios e livros antigos da historia do mundo sobrenatural com direito a mesas para leitura, o outro andar era mais perto do telhado de vidro e seria o refeitorio, ainda estávamos cuidando disso.

- é como estar em uma escola de bruxaria - fala Sophia

- Então estamos indo no caminho certo - falo mandando eles se sentar.

- Yuri é novo então irei relembrar assuntos antigos - Explico

[...]

O resto da aula foi como sempre, quando toda essa contusão das bruxas passar, meus irmãos irão me ajudar com as aulas, Noah ja ensina algumas coisas como feitiços de tortura e defesa.
Como matei oito buxas ontem é provável que as bruxas venham querer vingança é só uma questão de tempo até isso acontecer.

Mikaelson perdida Onde as histórias ganham vida. Descobre agora