Capítulo 35

100K 6.3K 501

Tati

Me entreguei pro Rodrigo de novo. Pensei que íamos ficar de bem e se acertar quem sabe, mas me enganei totalmente. Ta que eu não deveria falar aquilo naquele momento, mas só comentei e pensei que ele iria levar na boa. Mas foi totalmente ao contrário, sai correndo até meu carro. Quando sentei me deu uma vontade enorme de vomitar e vomitei ali mesmo, mas com a porta aberta claro. Sai com o carro indo pra casa. Sai correndo e nem falei com o meu porteiro. Me joguei na cama depois que tirei minha roupa e depois de tantos pensamentos, adormeci.

Acordei com o sol batendo na minha cara, havia esquecido a cortina aberta. Levantei tonta e fui pro banheiro fazer minha higiene. E quando sai fui correndo pra cozinha procurar alguma coisa pra comer. Meu estômago tava roncando demais, parecia até que tinha um cachorro. Preparei um misto quente e fiquei tomando com Nescau. Meu celular tocou e era vi que era a Ana.

- Oi vaca, me esqueceu - Ela começo a fazer drama. Soltei um riso dela.

- Sabe que mora no meu coração ne? Saudades amiga.

- Sua voz não me engana. Aconteceu algo? Me fala.

- Vem aqui pra casa? To tão sozinha.

- Claro, vou ficar a semana aí ok?

- Maravilha, beijos.

Me despedi dela e fui tomar um banho, lavei meu cabelo e deitei na cama. Me bateu um sono que logo apaguei. Acordei com a campanhia tocando loucamente. Levantei em um pulo e fui até lá.

- Pensei que você morreu aí viu, to tocando quase a meia hora po - Era Ana que já entrava com uma mala. Coloco no meu quarto e veio até mim na cozinha. Vi que era quase cinco da tarde. Nossa, dormi demais.

- O que aconteceu amiga?  - Ela pergunto enquanto eu preparava uma pipoca pra comermos. Contei tudo que tinha acontecido esses dias. Ela escutava tudo com atenção.

- Nossa, foi bom pelo o menos?  - Ela falo se referindo a noite passada com Rodrigo.

- Foi boa, mas esquece não rola mais, cara ridículo.

- Você também ein, foi falar logo do Enzo nesse momento.

- Eu sei que errei, só que não precisava falar comigo daquele jeito.

- Isso é, mas já aconteceu ne? Vai falar pro Enzo?

- Acho que não, quero esquecer.

- Você não vai esquecer e se fosse você repetia a dose.

Fiquei conversando com ela na sala e quando vimos já era de madrugada. Comi tantas coisas que fiquei até com dor na barriga. Fomos dormi na mesma cama e amanhã cedo eu teria que ir na loja. Então não podia acorda tão tarde assim. Quando era umas seis da manhã me deu uma vontade de vomitar que quase foi ali no quarto mesmo. Corri pro banheiro e me abaixei até o vaso e vomitei tudo ali. Levantei, fui escovar os dentes e voltei pra cama. Quando acordei era onze e não conseguia nem levantar, vi tudo rodando. Respirei fundo e fui até cozinha bebendo um pouco d'gua e melhorei um pouco. Me arrumei e fui pra loja.

Casamento ForçadoLeia esta história GRATUITAMENTE!