7

7.2K 490 115
                                    

《Lillith P

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

《Lillith P.O.V》

Não que eu não tivesse dúvidas de quem seria o pai de minha filha, eu somente nunca quis preocurar, quando descobrir que estava grávida e que nem pude aproveitar a noite que ela foi feita fiquei estressada, eles aproveitam e quem fica grávida sou eu?!

Mais Noah me fez pensar um ponto, somos fênix se o bebê estava em minha barriga então ela morreu? Não acreditei de fato se fosse assim todos os bebês que fossem mortos antes de nascer viriam para mim, não sou chocadeira para tal coisa.

Samantha me convenceu do contrário, um bebê forte o suficiente para conseguir enganar a boa amiga morte, esse bebê concerteza viria a ser uma fênix. Então ela nasceu e foi um dos momentos mas horripilantes que já passei, porque o dor dos infernos nem morrendo você sente tanta dor assim. Meu monstrinho nasceu tão parecida comigo que me fez ficar orgulhosa mais seus olhos com certeza não eram meus. Assim surgiu clone Mirim 2.0 de olhos azuis.
[...]

E aqui estou eu, olhando para um mapa coberto de sangue, sangue esse que pertencia ao meu pequeno pesadelo. Sério de tantos homens no mundo tinha que ser justo do Hibrido doido?
Olhei para Sophia que parecia ter sido pega no flagra, aprontando uma merda das grandes.

- Caralho irmã, tanto homem no mundo tinha que ser justo a sua versão másculina?- Sasa fala sorrindo maléfica- acho que Nova Orleans não vai suportar dois Klaus na cidade.

- Não me compare com ele Samantha- a mesma só sorrir mais, filha da mãe

- acho que deveríamos ir para casa- Rô fala entrando na conversa- não sabemos como tudo começou, se aquele hibrido é tão parecido assim com a Lilly ele não vai acreditar em nada que falarmos- Fala suspirando passando a mão nas bochechas- Nossa casa é nosso domínio, ele nao poderem tirar Sophia de lá, mesmo que quisesse- Rô estava certa, se fosse eu não acreditaria em uma palavra.

- preciso trocar de roupa mesmo- Noah fala apontando para seu terno rasgado- enfrentar o inimigo fica para mais tarde, Freya se seu irmão doido chegar fala que estamos em casa, é seria bom que se ele fosse levasse alguém de preferência a criança Hope.- Noah fala entediado. A mesma balança a cabeça em concordância.

[...]

O quarto da mostrinho era escuro de mais para uma criança de seis anos, mas a mesma amava preto, não podia mudar um gosto que a família toda tinha. Seus ursos dariam medo em uma criança normal, mas Sophia não era normal, seus longos cabelos negros estavam acompanhados de presilhas em forma de aranhas pequenas com olhos feitos de pequenos rubis, a mesma abraçava um ursinho de pelúcia negro de duas cara, um lado do rosto era branco e sorridente, do outro era um sorriso pontiagudo e um olhar sombrio, amava esse urso.

- tenho mesmo que conhecem ela mamãe?- Sophia pergunta emburada, saber que tinha uma irmã não a agradou nem um pouco, na verdade ela odiou- ela é esquisita parece que está quebrada - completa resmungando.

Mikaelson perdida Onde as histórias ganham vida. Descobre agora