1

10.2K 458 50
                                    

Segurando uma garrafa na mão enquanto dançava pelo bar, até focar meu olhar em meu alvo. Te peguei falei indo em direção ao beco, sendo seguida pelo mesmo quando o mesmo iria dizer alguma coisa cravei minha adaga em sua garganta vendo seu sangue jorar me sujando mas não me importei. Invocando uma chama e logo jogando no corpo agora sem vida. Sai do beco escuro como se nada estivesse acontecido.

●●●

Acordar cedo nunca foi meu forte, diferente de minha irmã mais nova que acorda pulando de alegria, eu sou extremamente mal humorada pela manhã. Mas era quase impossível continuar dormindo com aquele mal estar que estava sentindo, se alguma bruxa tiver tentando me matar com aqueles feitiços de merda de novo, quando voltar dos mortos juro que me pagam da pior forma possivel, como se fossem consegui deixar morto uma fênix por muito tempo. Pode até demorar mas sempre voltamos não é brincado que temos a merda de Fênix no sobrenome.

Fui tirada dos meus devaneio quando escutei mas de um coração batendo, mas isso é quase impossível já que estou sozinha... depois de preucurando por toda a casa de onde vinha o som descobri que vinha de mim, e mas vinte minutos para perceber que vinha do meu útero, mas que p*** e essa, isso é impossível.

•••

A família fênix é uma família composta por uma longa linhagem de somente três pessoas. Noah o mais velho, eu como a do meio e Aurora como a mais nova. E foi assim por muito tempo, quando os poderes começaram a surgir Noah tinha apenas 13 e logo morreu por não conseguir controlar, sem meu irmão para nós proteger Aurora e eu ficamos totalmente a mercê do nosso pai abusivo, mas o que podia se esperar  nos tempos antigos?

Três anos depois foi a minha vez, para proteger a minha irmã mais nova eu me coloquei em sua frente lembro que acabei queimando a casa em que infelizmente chamávamos de lar. Meu insignificante pai morreu queimado nesse dia, consegui tirar Aurora da casa antes que desse meu último suspiro de vida. Achei que iria encontra a minha mãe e meu irmão do outro lado, mas só encontrei Noah e a tão amiga morte, irônico não?

E como se a ampulheta do destino voltasse, minha irmãzinha mais nova se juntou a família após salvar crianças do fogo morrendo no processo quando tinha somente 13 anos, não pude deixar de achar irônico que nem um de nós passassem dos 13. Era alguma coisa de fraternidade dos mortos aos 13 e eu nao sabia? E ainda pelo fogo? Isso era uma merda.

Depois de quase 100 anos mortos por alguma razão que não sei voltamos para o mundo dos vivos. Mesmos corpos, idades e a mesma personalidade de quando estávamos vivos, que bela reencarnação não?

Continuamos vivendo, claro que vez ou outra a boa amiga morte vinha nos buscar, mas sempre voltávamos, só não entendia muito bem porque de todos nós Noah era o único que sempre voltava com 13 anos. Depois de morre tantas vezes nos tornamos profissionais no quesito continuar vivendo, mas vez ou outra Noah extrapolava.

Agora o que eu não entendo e como você dorme e acorda grávida isso só pode ter dedo das bruxas. Não podemos engravidar então de quem era essa criança?

Mikaelson perdida Onde as histórias ganham vida. Descobre agora