Cap 7

47.2K 3.1K 3.4K
                                    

Josh pov's

Eu nunca, nunca senti isso que estou sentindo agora, por alguma paciente minha, eu já examinei várias vaginas de mulheres, mas nunca senti isso que estou sentindo agora.

Assim que eu toquei com meus próprios dedos na intimidade da Gabrielly, eu me arrepiei todo e de relance a olhei, ela tava de segurando para não soltar algo

Eu fiquei excitado, e muito mais excitado quando ela ficou molhada e suando suspirou, aquilo foi demais para mim. Eu peguei um pano e tampei a minha ereção rapidamente, pois ela estava mais que evidente.

Além de excitado, eu estava envergonhado, não que ela seja a primeira paciente que eu vejo ficar molhada, mas é a primeira paciente que me deixa excitado.

Merda, Joshua. Concentre-Se, seja profissional, ela é apenas uma cliente, trate de deixar essa excitação de lado.

Apesar de querer parar com os movimentos imediatamente, eu não podia, pois eles eram necessários para que o medicamento que coloquei, faça efeito.

Porquê que cada toque, Mesmo não sendo com malícia, que dou na Gabrielly, me causa arrepios? Isso é insano. Ou eu tô ficando louco, ou eu preciso transar imediatamente.

Era nítido que ela também estava excitada, mas ela não queria de jeito nenhum desmontrar aquilo, diferente de algumas outras.

Eu a desejei, eu tive desejos maliciosos com Ela, e imaginei cenas insanas com a mesma, e isso só me deixava mais excitado. Eu preciso ir ao banheiro, urgentemente.

Josh: Terminei, pode ir se trocar, assim que terminar me espere, eu vou ao banheiro para me lavar e me trocar, não demorarei.

Ela apenas assente, nervosa.

Vou para obanheiro, tiro as luvas, lavo minhas mãos, abaixo minha calça e minha cueca e começo a me masturbar. Eu estava tão excitado, que foi só pensar na Gabrielly de todas as posições possíveis e movimentar o meu pênis em movimentos de vem e vai algumas vezes, que gozei

Deixei escapar um gemido assim que gozei, e me xinguei internamente por Isso, que a Gabrielly não tenha ouvido.

Subo minha cueca, minha calça. Lavo minhas mãos e meu rosto, que estava bastante suado.
Saio do banheiro como se nada tivesse acontecido, encontro a Gabrielly sentada na cadeira de frente a minha, um pouco nervosa.

Josh: Desculpa a demora - Ela apenas oferece um sorriso de lado - A coceira passou?

Any: Sim, muito obrigada. Me sentindo bem mais leve agora, mas eu preciso ir pra casa urgente, problemas de trabalho.

Josh: Claro, entendo. Caso você tenha um pouco mais de tempo, procure vir mais me consultar, devido o tempo que você passou sem ir a um ginecologista, é importante que você venha no mínimo 1 vez por semana, para entender melhor o seu corpo e como tudo funciona, basta agendar antes.

Talvez Sim, eu estava tentando conhecê-la melhor, ela me atraiu de uma forma inexplicável, mas eu não poderia colocar o meu trabalho em risco. Mesmo eu querendo conhecê-la melhor, oque eu falei não deixava de ser verdade.

Ela precisa conhecer mais o próprio corpo e como tudo funciona, ela passou muito tempo sem ir a um ginecologista.

Any: Ok, irei fazer isso. Agora eu tenho que ir, Joshua. Foi... bom rever você. Até mais - ela não espera eu responder e sai da sala

É, foi bom reve-lá também.

Ainda não me caiu a ficha que eu me masturbei no meu trabalho, pensando na minha cliente fazendo milhares de posições sexuais.

Autora
Cap não revisado
Votem e comentem

o Ginecologista- BeauanyOnde as histórias ganham vida. Descobre agora